Burlesquianas é destaque no Teatro Municipal

Neste fim de semana a segunda edição da Mostra de Teatro Burlesquianas leva dois espetáculos de reflexão sobre a vida cotidiana ao Teatro Municipal Camillo Fernandez Dinucci, em Botucatu. O evento é promovido pela Quadrilha de Teatro Notívagos Burlescos e este ano vem com a proposta de deixar livre para os expectadores decidirem o valor dos ingressos de cada peça.

No sábado (14), ? s 20h30, a Companhia Rizomática, de São Paulo, sobe ao palco com o espetáculo Placebo. Já no domingo (15) será a vez da Cia Ponte Pra Lua, de Campinas, se apresentar com a peça Árvore no Deserto, que envolve elementos de circo, dança e música.

{n}Sinopses das peças{/n}

{n}Placebo{/n}

Num mundo devastado, dois seres buscam, através de sua relação, dar sentido ? realidade. Envoltos num jogo mútuo de enganação, fecham os olhos para aquilo que mais temem. Mas o que irão optar quando for necessário escolher entre uma mentira reconfortante ou uma cruel realidade? Com Gustavo Vieira dos Santos e Juliana Spadot. Texto e direção de Bruno Carboni.

{n}Árvore no Deserto{/n}

Uma grande cidade, cinza. Controle, manipulação, preconceito e opressão. Seis pessoas como tantas outras, vivendo seus sonhos, desejos, vontades e ações. Seus encontros nas ruas, no crime e no trabalho. A vida na cidade é abordada na peça que incorpora ? linguagem teatral elementos de circo, dança e música. A peça retrata a relação dos personagens com diferentes situações em seu cotidiano. A coragem, a liberdade, os relacionamentos são alguns dos temas abordados de maneira a refletir acerca de acontecimentos comuns ao ser humano.

Com Gabriel Coelho, Ivan Gomes, Katia Moreira, Kuarahy Fellipe, Mimi Tortorella, Murilo Dias e Zuza Bergamasco. Direção Musical e Composições de Murilo Dias. Produção Visual de Aiuri Ribeiro. Preparação Corporal de Zuza Bergamasco. Direção de Kuarahy Fellipe. Espetáculo baseado nos textos de Javier Saez, Lourenço Mutarelli, Harold Pinter, Luís Fonseca, Bertold Brecht e Platão.