Botucatu conta com dezenas de cachoeiras cadastradas

Poucas pessoas têm conhecimento de números, mas o município de Botucatu é circundado por mais de 60 cachoeiras de diferentes tamanhos e altura de quedas, que são verdadeiros oásis para pessoas que praticam esportes radicais e caminhadas ecológicas, amantes da natureza e da vida animal. Algumas delas estão em propriedades particulares e as visitas são monitoradas, com cobrança de taxa.

A maioria se concentra na região da cuesta. São bastante conhecidas e com visíveis interferências do homem com obras para dar mais conforto aos turistas, outras são pouco freqüentadas, em razão das dificuldades de locomoção pela mata, mantendo seu estado natural e selvagem.

O ponto mais conhecido é a cascata Véu de Noiva que fica há pouco mais de 11 quilômetros do centro da Cidade, formada pelo Rio Pardo, com queda de, aproximadamente, seis metros. De todas as cachoeiras conhecidas esta é a que mais sofreu a interferência humana, com construção de área de lazer e descanso, estacionamento, tobogã aquático, quiosques, churrasqueiras, bar-lanchonete e sanitários públicos.

Pela Rodovia Marechal Rondon, altura do km 256, sentido Botucatu a São Manuel está a Fazenda Pavuna onde são encontradas quatro cachoeiras distintas com quedas diferenciadas (80m, 60m e 20m de altura), com passeio agendado e autoguiado por trilhas e mata nativa e atrativo especial: todas têm lago para banhistas.

Também com acesso pela Marechal Rondon, chega-se a Fazenda Canela onde estão três cachoeiras (duas com 20m e uma com 75m de altura), que também forma lagos para banhistas. O diferencial é que o acesso é por trilha em mata natural com grande dificuldade de locomoção. Essas, pelas suas próprias características, são usadas por praticantes de caminhadas e de trakking.

Outra cascata que tem a Marechal Rondon como acesso é a da Marta, com entrada pelo km 243, 8, localizado no Bairro Recanto da Amizade a 8 km da cidade, com uma queda de 38m e piscina para banho. O local abriga o vale do rio Roseira e além da riqueza vegetal, a região conta com fauna diversificada, com elementos significativos, alguns já em vias de extinção como lobo guará, onça pintada, tamanduá, entre outros. A Trilha da Marta tem percurso de curto comprimento (246m), em área relativamente íngreme, equipada em toda sua extensão com escada de madeira de eucalipto tratado, num total de 125 degraus.

Com cerca de 8 metros de altura a Cachoeira Paula Souza dista 20 quilômetros do centro. Numa área de cerrado e plantação de eucalipto da fazenda Morrinhos, com acesso pela Rodovia Domingos Sartori, que liga Botucatu ao Distrito de Rubião Júnior.

Também muito frequentada e com escorregador natural está a Cachoeira da Indiana com queda d’água de 15m de altura com lagos para banho. Acesso é pela Estrada Indiana sem pavimentação, próxima ? antiga usina. Já o Bairro Demétria, com acesso pela Rodovia Gastão Dall Farra km 04, com várias formações geológicas, conta com cachoeiras como a Skin e Pata Choca que são pequenas, mas com um visual exuberante.