Botucanto trouxe artistas diversificados ao Espaço Cultural

Fotos:Valéria Cuter / Quico Cuter

A 9ª edição do Botucanto realizado entre os dias 13 a 15 de setembro (quinta-feira, sexta-feira e sábado) trouxe ao Espaço Cultural “Antonio Gabriel Marão”, além dos intérpretes que defenderam suas músicas no Festival, artistas de diversificados estilos, com a finalidade de atender a todos os gostos musicais.

{n}Quinta-feira, dia 13{/n}

Após a primeira eliminatória do Festival se apresentou o Trio Gato com Fome, grupo paulistano especialista em samba sincopado e bem humorado, com composições próprias e clássicos do gênero interpretadas, originalmente, por mestres como Moreira da Silva, Germano Mathias, Geraldo Pereira e Luis Barbosa.

Para encerrar a noite se apresentou a banda Vanguart, um dos principais nomes da nova cena do rock brasileiro. Com influências declaradas de Beatles, Bob Dylan, Beach Boys e outros grupos clássicos dos anos 60, o Vanguart lançou seu primeiro CD em 2007, com o sucesso “Semáforo”. Em 2008, lançaram um CD e um DVD ao vivo.

{n}Sexta-feira, dia 14{/n}

Após a apresentação das músicas do Festival a velha guarda do samba deu o tom da noite com a presença do cantor e compositor João Borba, respeitado no meio das escolas de samba e também na cena musical da noite paulistana, fez um pocket show acompanhado de músicos de primeira linha.

Em seguida, subiu ao palco do Botucanto um dos conjuntos mais queridos e tradicionais da música brasileira: “Os Demônios da Garoa”, que fez o público lotar as dependências do Espaço Cultural para relembrar e cantar clássicos inesquecíveis da nossa música como “Trem das Onze”, “As Mariposas”, “Samba do Ernesto” e “Saudosa Maloca”.

{n}Sábado, dia 15{/n}

Noite da grande finalíssima do Festival, a cantora Bia Góes mostrou por que é considerada uma das mais belas vozes da nova música brasileira. Filha da pianista Sílvia Góes e do multinstrumentista Arismar do Espírito Santo, Bia já cantou com Toquinho, Dominguinhos e Osvaldinho do Acordeon. Ela fez o público dançar no pocket show “Todo Mundo quer Dançar Baião”.

Encerrando o Botucanto com chave de ouro, o pernambucano Lenine trouxe o show “Chão”, considerado pela crítica um dos mais empolgantes de sua carreira. Vencedor de dois Grammy Latino, Lenine é hoje um dos compositores de maior prestígio na MPB, com canções gravadas por artistas como Maria Rita, Maria Bethânia e Elba Ramalho.