Botucanto é aberto em grande estilo

Fotos: David Devidé

Secretaria Municipal de Cultura abriu nesta quinta-feira (28) a décima edição do Festival Botucanto. Vinte canções, compostas por artistas de várias regiões do Brasil, disputam o prêmio principal de R$ 8 mil. Além das canções, vários shows abrilhantam o evento, que segue até sábado (30), no Espaço Cultural Doutor Antônio Gabriel Marão e conta com apoio do Governo do Estado de São Paulo, com início ? s 20 horas todos os dias e entrada franca.

Com uma tenda de mil metros quadrados, palco, e praça de alimentação, o festival atraiu grande público para a primeira noite de eliminatórias, além do pocket show (apresentação de 20 minutos) do duo Sambulus, com seu som original que mistura música erudita, samba, rock, blues e jazz. A cantora Negra Li, uma das melhores vozes da sua geração, encerrou a noite cantando seus maiores sucesso com se estilo black music.

Em 2012, Negra Li lançou seu último álbum intitulado Tudo de Novo. Com mais de 15 anos de carreira, já foi contemplada em diversas premiações, tais como Prêmio Hutuz – Melhor Artista Solo Feminino da Década (2009); Prêmio Jovem Brasileiro – Melhor Cantora de Hip Hop (2006); VMB – Melhor Vídeo Clipe de Rap por Exército do Rap (2005); e Prêmio Hutuz – Melhor Grupo de Rap por Helião e Negra Li (2005).

{n}Mais shows{/n}

O samba dá o tom da eliminatória desta sexta-feira (29). Além de mais dez canções concorrentes no festival, acontece o pocket show com os gaúchos Alana Moraes e Gabriel Selvage. A cantora e o violonista mostram um repertório baseado em sambas, choros, sem abrir mão da influência da música do sul do país. O encerramento da noite será por conta do grupo Samba de Rainha. Integralmente formado por mulheres, o grupo apresenta o melhor do samba, com um repertório recheado de clássicos do gênero para o público dançar e cantar junto.

No sábado (30) acontece a grande final do festival. Além da apresentação das finalistas e da premiação, o violeiro Índio Cachoeira, um dos mais respeitados da música caipira raiz, mostra seus ponteados e homenageia o lendário Tião Carreiro. Alceu Valença, um dos maiores artistas da música brasileira, fecha a noite. Acompanhado de sua banda, Alceu mostra toda a multiplicidade de sua música, num repertório que reúne seus maiores sucessos.

Do universo musical nordestino, Alceu incorpora baiões, xotes e forrós que ajudaram a constituir sua identidade musical. Homenageia o centenário de Luiz Gonzaga com as recriações de Baião, Sabiá e Xote das Meninas. Sucessos como Coração Bobo, Tropicana, Anunciação, Cabelo no Pente, Táxi Lunar (esta com Geraldo Azevedo e Zé Ramalho), também vão aparecer no palco do Botucanto.

{n}Jurados{/n}

Para ouvir e escolher dentre os artistas de grande qualidade que estarão mostrando sua arte em Botucatu, o Festival convidou nomes respeitados ligados ? música brasileira.

O corpo de jurados do Botucanto 2013 conta com Jaime Além, diretor musical dos discos e espetáculos da cantora Maria Bethânia por mais de 25 anos; Edvaldo Santana, cantor e compositor, parceiro de nomes como Itamar Assumpção, Arnaldo Antunes e Tom Zé; Skowa, cantor, compositor e instrumentista, integrante do Trio Mocotó; Myriam Taubkin, produtora cultural especializada em música brasileira e Tavito, ex-integrante do conjunto Som Imaginário que acompanhou Milton Nascimento. É compositor de canções como Rua Ramalhete e Casa no Campo, um dos maiores sucessos de Elis Regina.