Banda Marcial do Colégio La Salle pode ser extinta

A notícia que gerou uma grande manifestação popular nas redes sociais de Botucatu nesta quarta-feira foi a demissão do professor e coordenador da Banda Marcial Mista do Colégio La Salle, professor Luiz Antônio Matheus Vieira, o Bolinha. Com a demissão poderá acontecer a extinção da banda que por muitas décadas encantou gerações. Nenhuma nota oficial foi emitida pela direção do colégio para justificar a demissão e a possível extinção da banda.

Porém, com a demissão, é muito difícil que a banda continue suas atividades e quebre uma tradição de 50 anos na cidade.  Hoje a banda conta com, aproximadamente, oitenta integrantes: estandarte com emblema do colégio, porta-bandeiras, guardas de honra, destaques, ritmistas da bateria e grupo de sopro. Todos foram escolhidos pela equipe coordenada por Bolinha.

Desde sua criação o objetivo da banda é através da música, despertar e desenvolver no jovem e espírito de civismo, de integração, de co-responsabilidade, honrando o nome do colégio e da cidade. Com seu repertório clássico e popular, sempre animou eventos, festas, comemorações, desfiles e aniversários de diversas cidades. Integrada por alunos ex-alunos e amigos, conta com um repertório variado de músicas populares, militares e clássicas.

Entre as conquistas da banda estão: o tri-campeonato do Estado de São Paulo; campeã juvenil do 2º Campeonato Projetos de Bandas e Fanfarras do Estado, na cidade de Itu; campeã juvenil do 1º Concurso de Fanfarras e Bandas da cidade de Monte Mor; campeã de Linha de Frente do 1º Concurso de Fanfarras e Bandas da cidade de Monte Mor; Diploma de Honra ao Mérito, outorgado pela Câmara Municipal de Botucatu; entre outras