Aventureiro vai levar o Lageado para a Europa

Graças a uma parceria inédita e com objetivo de ampliar ainda mais a visibilidade do Museu do Café, o Coordenador do Núcleo, José Eduardo Candeias finalizou nos últimos dias os detalhes que permitirão levar a logomarca do Museu do Café para diversos países da Europa. O botucatuense Sérgio Gaspar, um apaixonado por motos e, principalmente, por aventuras, deverá viajar para a Europa em junho, retornando em setembro.

Durante esse período a previsão é percorrer algo por volta de 12 mil quilômetros, sempre a bordo de uma motocicleta.  Gaspar já percorreu grande parte do Brasil e, aproximadamente, 45 países. Uma de suas maiores aventuras foi percorrer 61 mil quilômetros indo desde Ushuaia até o Alasca.

O aventureiro colocará adesivos do Museu do Café da Fazenda Lageado, nas bolsas laterais de sua motocicleta e distribuirá adesivos nos locais de parada durante o percurso, como restaurante, lanchonetes, postos de gasolina e hotéis, dentre outros locais.

Além disso, periodicamente, Sérgio disponibilizará imagens da aventura em seu site de relacionamento, sendo que  essas imagens serão também disponibilizadas no site do Museu do Café na internet.  Só podemos agradecer esse apoio do Sérgio que leva o nome de Botucatu e do nosso Museu do Café para países europeus. Com seu gesto, passa a ser mais um  amigo da Fazenda Lageado”, disse Candeias.

 

Caldeira

 

Outra informação vinda da Fazenda Lageado aponta que,   recentemente,  a Prefeitura Municipal concluiu a instalação de uma caldeira industrial junto à  área histórica da Fazenda Lageado. O equipamento está cedido a título de empréstimo à Faculdade de Ciências Agronômicas – Museu do Café.

“Objetivo principal é mostrar aos milhares de visitantes da área histórica, parte da história da indústria de processamento de couro, pois a caldeira pertenceu a um dos vários curtumes que operavam na cidade de Botucatu e que eram reconhecidos nacional e internacionalmente. Com certeza o equipamento se constituirá em mais uma atração do espaço”, destacou Candeias.