Artista expõe os seus trabalhos em cerâmica no Sesi

O Sesi Botucatu recebe, até 27 de julho, a exposição “Inutilitários  – Techné”, da artista portuguesa Célia Barros (foto). A mostra que está no saguão do Centro de Atividades (CAT) é composta por uma instalação que reúne por volta de 1.000 potes de cerâmica distribuídos pelo ambiente, desenhando um grande círculo no chão, e faz parte do projeto Espaço Galeria Sesi-SP.

Célia Barros é mestre em produções artísticas e investigação pela Facultat de Belles Arts da Universidade de Barcelona. Foi artista residente nas Oficinas do Convento, em Montemor-o-Novo, Portugal, em 2010. Recentemente, expôs “Em verbo” no Sesc São José dos Campos. Participou das coletivas Pogo, no Arts Santa Monica, e Arqueofonias, no Convent de Sant Augustí, ambas em Barcelona, em 2012.

A exposição está aberta à visitação de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. Agendamento para visitas educativas e oficinas pode ser feito pelos telefones (14) 3811-4473 e 3811-4474.

Arte, técnica, contemporaneidade, artesanato, design e indústria se evidenciam no trabalho da artista. Queimadas à temperatura de 540ºC – o ponto mais frágil da cerâmica que permite um derretimento controlado – as centenas de peças de barro são preenchidas com água em diferentes níveis, o que gradativamente fará com que se desmanchem e se convertam parcialmente em lama.

A instalação busca colocar o espectador diante da incontinência da água que os potes deveriam conter e, ao mesmo tempo, da possibilidade de germinação permitida pela lama e pelos restos de cerâmica. Todo esse movimento resulta em novas formas, fragmentadas e inacabadas – mas acima de tudo, vivas.