Arnaldo Antunes e Edgar Scandurra juntos no Botucanto

Duas das figuras mais importantes do rock nacional vão dividir o palco no show de encerramento de Festival Botucanto, dia 7 de novembro, no Espaço Cultural Antonio Gabriel Marão. Juntos, Arnaldo Antunes, e Edgar Scandurra apresentarão um show composto por parcerias feitas entre os dois ao longo de mais de 10 anos, entre elas: “Música para Ouvir”, do álbum “Um Som”, de Arnaldo Antunes (2002).

O poeta, cantor e compositor Arnaldo Antunes fez parte do grupo Titãs, de 1982 a 1992, e com a banda lançou sete discos. Como artista solo lançou mais oito álbuns individuais, participou de trilhas sonoras e de projetos especiais como o grupo Tribalistas, ao lado de Marisa Monte e Carlinhos Brown.

Edgard Scandurra, considerado um dos melhores guitarristas do Brasil, liderou a banda Ira! por mais de duas décadas. Seu trabalho solo é marcado por experimentações com a música eletrônica. Canhoto e autodidata desenvolveu uma técnica única tocando com as cordas invertidas (usando a guitarra de destro com a mão esquerda), o que o destacou desde o inicio de sua carreira profissional.

Com a confirmação do show de Arnaldo Antunes e Edgar Scandurra, fica completa a programação do Botucanto 2010. Todas as atividades do Festival são gratuitas.

{n}Confira:

03/11 – Teatro Municipal – 20h30 – Noite da música instrumental{/n}

– Banda Bambu – grupo botucatuense vencedor do Cantos da Cuesta 2009.
– Grupo Algaravia – propõe a reflexão sobre as fronteiras entre a dita música erudita e a música popular, através de arranjos de obras do repertório camerístico erudito para a formação de quinteto de música popular instrumental.
– Coração Quiáltera – grupo que promover a percussão como “protagonista do discurso musical” em arranjos experimentais utilizando instrumentos pouco convencionais.
– Dudu Tsuda –Figura emblemática da cena musical alternativa de São Paulo, Tsuda é artista multimídia e compositor de trilhas sonoras para dança contemporânea, videoarte, cinema.
– Pata de Elefante – banda de rock instrumental de destaque na cena independente. Tem influências de rock´n roll dos anos 60 e 70, funk, surf music e trilhas sonoras.

{n}04/11 – Teatro Municipal – 20h30 – Cantos da Cuesta{/n}

– apresentação de 16 canções de Botucatu, das quais quatro serão classificadas para a etapa nacional do Festival.
– show “Rosário”, com Nhambuzim – grupo utiliza elementos da cultura popular brasileira com uma nova proposta de sonoridade. Vai apresentar músicas baseadas na obra do escritor Guimarães Rosa.

{n}05/11 – Espaço Cultural– 20 horas – 1ª eliminatória nacional{/n}

– apresentação de 10 canções concorrentes
– show com Di Melo – integrou o movimento da black music brasileira dos anos 70 com Tim Maia, Cassiano e Hyldon. Considerado um dos artistas que mais próximo chegou a uma linguagem soul nacional.
– show com Nereu Mocotó e Swing – ex-integrante do Trio Mocotó e considerado um dos inventores do samba rock.

{n}06/11 – Espaço Cultural – 20 horas – 2ª eliminatória nacional{/n}

– apresentação de 10 canções concorrentes
– show com André Caccia Bava – depois de acompanhar artistas tão diversos como Sandy & Junior, Elza Soares e Lobão, o guitarrista mostra as canções de “Vento Bom”, seu primeiro trabalho solo.
– show com Renato Teixeira – o cantor e compositor paulista mostra seus maiores sucessos.

{n}07/11 – Espaço Cultural – 20 horas – Finalíssima{/n}

– apresentação das 10 canções finalistas e premiação
– show com Dimi Zunquê – tem um trabalho caracterizado pela diversidade de ritmos, energia e versatilidade.
– show com Arnaldo Antunes e Edgar Scandurra – dois dos maiores nomes do rock nacional mostram suas parcerias ao longo de mais de dez anos de trabalho. Mais informações no site www.botucanto.com.br e no blog www.botucanto.wordpress.com

Foto: divulgação