Anônimos da Arte traz Mostra de Teatro a Botucatu

O Grupo Anônimos da Arte, que faz parte dos projetos do Colégio Cepra/Unifac  desde 2012, está trazendo para Botucatu a I Mostra Ademar Guerra de Teatro.  Os Anônimos está produzindo pela primeira vez uma mostra trazendo outros grupos participantes do Projeto Ademar Guerra, possibilitando uma maior troca de experiência com outros participantes do projeto. Os espetáculos e grupos convidados trazem pra Botucatu diversidade artística, técnica e qualidade, além de divertir e emocionar o público por onde passam.

A Mostra acontece entre os dias  4 à 7 de junho, às 20 horas, no Cine Teatro Nelli. O evento terá entrada franca e contará com cinco espetáculos de grupos de teatro do interior participantes do projeto Ademar Guerra, que é um projeto de incentivo a formação de grupos de teatro do interior paulista.

 

Flor de Maravilha

Do grupo Faz e Conta, de Lençóis Paulista, “Flor de Maravilha” é uma peça alegre, colorida, um verdadeiro amarrado folclórico, onde é retratada a experiência da vida no campo, numa época onde as pessoas terminavam seus dias sentados na calçada, relembrando os dias de criança, as histórias, os jogos, de um tempo por muitos esquecidos, recheado de cantigas antigas, lendas e hábitos que essencialmente formaram nossa sociedade atual. Com texto de Solange Rivas e direção de Leda Fernandes.

 

A Vaca Lelé

A Cia 220 Watts de Teatro com a “ A Vaca Lelé”  conta a história de uma vaquinha que tinha um sonho um tanto incomum:  queria voar. Através de divertidos personagens, o espetáculo transporta os espectadores de um ambiente completamente urbano e competitivo para um universo oposto, onde a simplicidade, a amizade, o bom humor e a boa convivência entre as diferenças ainda são fundamentais na formação da cidadania. Texto de Ronaldo Ciambroni e direção de Ricardo Matioli.

 

Era uma Vez… Romeu e Julieta

Os donos da casa também fazem parte da mostra e estarão apresentando “Era uma Vez… Romeu e Julieta” que conta a história de uma trupe de teatro que resolve apresentar sua própria versão de Romeu e Julieta, baseada na obra de Shakespeare. A clássica história de dois jovens de famílias rivais – Montéquios e Capuletos – que se apaixonaram e resistiram a tudo e a todos, levando esse amor às últimas consequências  ganha uma versão especial contada pelo Anônimos da Arte. O texto é do grupo, adaptado do original de Shakespeare e a direção é de Sandra Mezzena.

 

A exceção e a Regra

O grupo 7 Chaves apresenta uma versão da obra de Bertold Brecht: A exceção e a Regra”, onde um grupo de viajantes participa de uma disputa em direção à cidade de Urga, onde é preciso chegar primeiro para fechar um negocio de concessão. Durante a viagem torna-se visível a relação entre explorador e explorado, mas no decorrer da história vemos que dentro de toda regra existe uma exceção.

 

Cordel do Amor Semfim

E, encerrando a I Mostra, a Cia Atores em Conserva leva para o palco o espetáculo “Cordel do Amor Sem Fim”, apresentando a trama de Carminha que gosta de José, que ama Teresa, que espera por Antônio, para o desespero de Madalena. A encenação retrata a história de três irmãs que vivem em Carinhanha, na Bahia. A família feminina vê sua rotina mudada quando a irmã mais nova, Teresa, se apaixona por um viajante e transforma a vida de todos em uma infindável espera.