Alunos do 5º ano da Medicina iniciam atividades

Após um breve período de férias, os alunos do quinto ano do curso de graduação em Medicina da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) reiniciaram nesta segunda-feira, 19, as atividades letivas. Eles iniciam a primeira etapa do internato, período prático da formação médica quando passam por estágios obrigatórios. A recepção ocorreu no Anfiteatro da Patologia e contou com a presença de dirigentes da faculdade e do Hospital das Clínicas (HC).

A programação teve início a partir das 8 horas, no Refeitório do HC, onde foi servido um café da manhã aos internos. Posteriormente, eles se dirigiram ao Anfiteatro da Patologia onde receberam as boas-vindas e acompanharam algumas palestras proferidas por docentes da FMB.

O vice-diretor da FMB, José Carlos Peraçoli, abriu os discursos de boas-vindas lembrando que este período (internato) é muito importante para a formação da carreira do médico. “Vocês devem se dedicar e aproveitar todas as oportunidades e adquirirem novos conhecimentos como se fossem únicos em suas vidas”, salientou. Com uma mensagem de entusiasmo, Peraçoli também falou sobre a necessidade de os alunos manterem um bom relacionamento com os docentes, médicos e demais colegas de trabalho. “Aprimorem a relação médico-paciente e o enxergue como um todo, como o seu próximo”, concluiu.

Para o diretor clínico do HC, Jorge Nahás Neto, o internato é caracterizado como uma oportunidade de crescimento para o aluno, por isso deve-se aproveitar cada estágio. “Não tenham pressa de ir embora do HC. Vivencie o teu paciente com a maior profundidade que você possa exercer”, disse. É a oportunidade que terão de exercer o tão privilegiado exercício da medicina”. 

A vice-coordenadora do curso de medicina, Sumaia Inati Smaira, discursou reforçando a ideia de que a fase do internato encerra um ciclo na vida dos alunos. “Se nós tivermos médicos melhores formados nós teremos condições de trabalhar melhor, de assistir melhor a população que depende do nosso trabalho”, frisou. A docente também fez um convite aos estudantes para refletir sobre a atual situação da carreira médica, as mudanças que ocorrem na área, entre outros aspectos.

Também participou da solenidade de recepção do quinto ano o vice-coordenador da Comissão de Internato, Marcone Lima Sobreira. O docente reforçou a mensagem da necessidade de os alunos se esforçarem para fortalecer o aprendizado em cada estágio dessa nova etapa. “A formação é uma coisa bilateral. O grau de formação de vocês vai depender do grau de exigência que vocês determinarem também para seus preceptores (pessoa responsável por conduzir e supervisionar o desenvolvimento do aluno/médico)”, explicou.