Alunos da FCA recebem prêmio internacional

O projeto de um durômetro automatizado portátil, projetado pelos pós-graduandos  Albert Augusto de Assis, Rogério Pinto Alexandre, sob orientação do professor Adriano Wagner Ballarin, todos da Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA), Câmpus de Botucatu, foi o terceiro colocado na final mundial do I2P Idea to Product – Global, realizado de 24 a 27 de novembro, em Juiz de Fora/MG.

O projeto foi pensado para solucionar o problema da medição da dureza dos dormentes das ferrovias, que, por legislação, devem ser dispostos de uma determinada maneira de acordo com um maior ou menor grau dessa qualidade do material, de acordo com Albert Assis. "Contudo, é muito difícil medir essa característica em eucaliptos, por exemplo, no método tradicional", disse.

A solução encontrada pela equipe parece simples. Uma haste de ferro é erguida, chocando-se com a madeira. Pela medição do deslocamento da haste por meio de sensores, os resultados são dados 5 milésimos de segundo após em um display digital. Apesar da simplicidade, os estudantes disseram que foram necessários muitos cálculos para se chegarem aos dados confiáveis. Ainda, de acordo com Assis, o durômetro pode substituir os existentes nos laboratórios de qualidade pelo país, por ser mais barato, menor, e dar as respostas mais rápidas do que os modelos atuais.

O I2P Global tem a proposta de completar e fortalecer o vínculo entre as pesquisas universitárias e o mercado. Os jurados do evento são escolhidos baseados em seus conhecimentos e atuações em produção, comércio e desenvolvimento de ideias inovadoras. Durante as avaliações das equipes, também é da competência dos jurados instruir e educar os participantes sobre maneiras de alcançar melhores objetivos e mercados.

O evento torna-se, portanto, uma plataforma importante para a troca de conhecimento e estabelecimento de contatos. “Todos os projetos foram muito questionados pelos juízes, mas nossa equipe desempenhou muito bem também nesta etapa, evidenciando segurança e a consistência do invento”, analisou o professor Ballarin. “Em nome da equipe, gostaria de agradecer a todos que nos apoiaram e patrocinaram nesse evento e, em especial, à Agência Unesp de Inovação a à Pró-Reitoria de Pós-Graduação, por todo profissionalismo na condução dos trabalhos preparatórios”.

 

Da: Assessoria de Imprensa