AFRAPE presta atendimento a pessoas entre 06 a 60 anos

Com a finalidade de minimizar os problemas e exclusão social da Vila Ferroviária e bairros adjacentes, a Associação Fraternal Pelicano (AFRAPE) foi fundada em 30 de setembro de 2002 por um grupo de profissionais e respectivas famílias, praticantes de ações de responsabilidade social, através de atuações profissionais nas suas áreas de conhecimento, com visão de minimizar os problemas e exclusão social daquela comunidade.

Com diretoria constituída a entidade planeja e executa, de forma gratuita, programas sócio-educativos destinados ? família, ? maternidade, ? infância e adolescência, além de planejar e executar atividades educativas para a capacitação e qualificação profissional a jovens e adultos.

Tendo sede própria na Rua Donato Di Credo, 796 – Vila Ferroviária – direciona o seu atendimento aos moradores da zona norte de Botucatu, com renda familiar inferior a três salários mínimos. Modelo foi concebido mediante o levantamento sócio-econômico e análise das necessidades da população carente dos bairros, bem como da necessidade do exercício da responsabilidade social da sociedade como um todo.

“Para crianças e adolescentes com idade entre 06 a 14 anos existe o projeto Som & Luz para a prática de atividades culturais com Orquestra Pelicano, Coral Pelicano, Orquestra de Viola e Violão Pelicano, Cine Pelicano e Biblioteca Pelicano; além de atividades esportivas como judô e xadrez”, ressalta o gerente administrativo, José Mário Galendi.

Os jovens e adultos de 15 a 60 anos, continua Galendi, contam com o projeto de Capacitação e Qualificação Profissional iniciado com o curso de alfabetização e inclusão de adultos, visando dar a primeira condição básica para a sua requalificação profissional. “Com o decorrer dos anos foram sendo criados novos cursos, mediante as sugestões dos usuários e também mediante as pesquisas realizadas junto ? s agências de seleção de pessoal e Posto de Atendimento ao Trabalhador”, colocou.

Estão ? disposição da comunidade cursos na área de Tecnologia (noções de informática e diferentes cursos avançados de computação); Gastronomia (panificação e confecção de diferentes tipos de doces e salgados); Produção (bordados em geral e tricô, corte e costura, pintura em tecidos entre outros produtos artesanais); e Serviços (atendimento ao cliente, técnica de vendas; recepcionista; animação e decoração de festas, maquiagem, entre outros).

Galendi salienta que a AFRAPE é composta por um quadro associativo, do qual foi eleita a Diretoria e o Conselho Fiscal, por biênio, que executam a gestão de convênio e projetos juntos aos órgãos municipais e empresas financiadoras para desenvolver pessoas, através de ações educativas, profissionalizantes, sociais e culturais, visando a melhoria da qualidade de vida e o desenvolvimento local. “Tudo isso aliado a valores como disciplina, respeito ao próximo, transparência, ética, cidadania e participação comunitária”, conclui.