1ª Creche Anglicana do interior já funciona em Botucatu

Fotos – Valéria Cuter

Crianças beneficiadas permanecerão no complexo, em média, dez horas, recebendo cinco refeições diárias, acompanhamento médico e pedagógico, além de uniformes e agasalhos

 

Entrou em operacionalidade nesta segunda-feira (4) a 1ª Creche Anglicana do interior paulista em Botucatu, construída no Jardim Monte Mor. Os 16 contratados para trabalhar no complexo passaram por um exame de seleção escrito e entrevista, recebendo as informações de como será a metodologia de administração. A solenidade de entrega oficial  desta unidade prevista para atender a 130 crianças será  feita, oficialmente,  pelo prefeito João Cury Neto,  no próximo dia 25 de janeiro.

A creche foi viabilizada através de um convênio firmado entre a Prefeitura Municipal de Botucatu com o reverendo Aldo Quintão,  do Instituto Anglicano de São Paulo e o reverendo João Ricardo Marcello, do Instituto Anglicano de Botucatu. Na ocasião, o prefeito João Cury Neto apresentou opções de locais onde creches foram construídas.

O complexo escolhido compreende várias salas funcionais, brinquedoteca, uma videoteca e cozinha industrial. As crianças beneficiadas pelo projeto terão entre zero e quatro anos e permanecerão no espaço, em média, dez horas, recebendo cinco refeições diárias, acompanhamento médico e pedagógico, além de uniformes e agasalhos.

Para o reverendo João Marcello ter a oportunidade de gerir uma creche na Cidade é muito importante.  “Tive uma alegria muito grande quando recebi esse convite para que nosso Instituto administre uma creche na periferia  da Cidade. É uma confiança que o senhor prefeito está depositando em nós e a comunidade anglicana de Botucatu adotará a mesma metodologia das creches anglicanas de São Paulo, que atendem a centenas de crianças”, disse Marcello.

Na ocasião do fechamento do convênio, o reverendo Aldo Quintão realçou que além do atendimento às crianças, nas creches administradas pelo instituto, é feito um trabalho com moradores das comunidades, onde as pessoas possuem baixo poder aquisitivo, o que limita a participação no uso de bens e serviços.

“Nas creches não há religião e isso vale para todas as crianças que têm carteira de vacinação e tudo o que necessitam para o seu desenvolvimento nessa fase da vida. Os pais têm de fazer um acompanhamento de saúde, de acordo com o que estabelece o Conselho de Medicina. Essa maneira de administrar estamos trazendo para Botucatu”, disse Quintão.  “A creche está em um bairro de trabalhadores domésticos, autônomos, de chão de fábrica e de indústria. Será mais um desafio para o Instituto Anglicano e levaremos o mesmo amor, carinho, caridade e gestão que tem sido a marca do nosso trabalho”, complementou.