“Dudinha e a galinha pintadinha” superlota o Municipal

Fotos: Valéria Cuter

Sucesso absoluto de público! Foi necessária uma sessão extra não programada para atender a demanda de procura por ingressos para assistir ao espetáculo “Dudinha e a galinha pintadinha”, encenado neste sábado (18) no Teatro Municipal “Camilo Fernandes Dinucci”. Estava prevista uma sessão única para as 17 horas, porém na noite de sexta- feira (17) não havia mais ingressos disponíveis. O promotor do espetáculo, Fabio Junio, conseguiu realizar outra sessão que se iniciou ? s 19h30.

“Nós tínhamos afirmado que se houvesse procura, poderíamos realizar uma sessão extra do espetáculo e isso se confirmou. Os atores realizaram a primeira sessão, atenderam ao público e retornaram para o palco. Foi uma loucura, mas todos saíram satisfeitos”, destacou Fábio Junio. “É muito bonito ver o teatro lotado”, acrescentou.

Outro detalhe que deixou o público satisfeito foi a permissão de entrada com máquinas fotográficas e filmadoras. Com isso, muita gente registrou o evento para guardar de recordação. “A equipe de artistas foi solícita e atendeu a todo mundo”, destacou Junio.

As crianças (e adultos) se divertiram com “Dudinha e a galinha pintadinha”, espetáculo inteiramente musical baseado no grande sucesso que os clássicos de cantigas de roda fazem entre as crianças de todo o Brasil. As músicas de domínio público são os mesmos clássicos que fizeram parte da infância dos adultos de hoje em dia e resgatados fazem parte do dia-a-dia da criançada.

O espetáculo além de contar com três galinhas cheias de pintinhas coloridas que são: Azuleika, Dora e Efigênia, ainda apresenta o galo Carijó, com o tão famoso Pintinho Amarelinho, e claro, a grande sensação deste show é o menino Dudinha, que com seu carisma e alegria encantou a platéia.

O público também divertiu-se com a participação mais do que especial da menina Mariana que junto com Dudinha cantou músicas sempre acompanhados da criançada. Este espetáculo além de lúdico teve durante o show, a interação com o público, contando com a participação dos mesmos no palco. Os personagens interagiram com a platéia e fizeram com que os expectadores relembrassem sua infância e alguns foram chamados ao palco pelo Dudinha que fez a festa com os pais e as crianças. Trata-se de um show musical familiar, pois acaba aproximando ainda mais pais e filhos.

Foram apresentados os melhores e mais famosos clássicos da música infantil, tais como: A Galinha Pintadinha; Borboletinha, A Baratinha, O Pintinho Amarelinho, Mariana, Indiozinhos, O Sapo Não Lava o Pé, entre outros. O cenário que a princípio parecia simples foi ganhando um encantamento com a iluminação criada pelo DJ Jamaica. Os bonecos foram confeccionados pelo artista plástico Eberson Taborda, um dos melhores bonequeiros do Brasil.