LA SALLE 1959

Uma fase que marcou bastante em nossa mocidade esportiva foi a chegada do Colégio La Salle na cidade.
Entre todos os Irmãos que para cá vieram cumprir brilhantemente sua missão de ensino, um se destacava pelo grande amor que devotava aos esportes, principalmente ao futebol.
O Irmão Stanislau dedicava todos os seus momentos de folga ao esporte bretão, e com treinamentos e palestras intensivas, formou naquela Casa um verdadeiro esquadrão há passados mais de 50 anos. Uma de suas formações é a da foto acima, que hoje recordamos para nossos prezados amigos:
Em pé: ZAGUE; ZÉ VAROLI; ROMEU; ZÉ ARAKEN; TITA; ADAMIR e o simpático IRMÃO STAN (técnico).
Abaixados: CIRIACO; PIRAJU; BETO FURQUIM; ZÉ AIRTON e o saudoso ODIR LIMA.
Era uma mescla de jovens botucatuenses, anhembienses, machadenses, mandurienses, pirajuenses, que defendendo com denodo aquela jaqueta azul, muitos troféus conquistaram na cidade, na região e até em outros estados.
Um esquadrão de respeito!

{n}NOSSO ESPORTE – NOSSA GENTE:{/n}

Ainda garoto conheci lá na pequenina Três Rios os irmãos Zé Queijo, Zé Manteiga e Zé Nata, trigêmeos vitelinos, filhos do Zé Leite, proprietário do laticínio local, que formavam o trio atacante do Tririense F.C. da localidade.
O Queijo era bom, sabia tudo da redonda; o Manteiga era meia-boca, pois não dividia uma e o Nata, coitado, era fraquinho, fraquinho, e ainda gostava de um chopinho noturno, porém jogando juntos barbarizavam as defesas adversárias que ficavam sem saber a quem marcar, pois naquele tempo as camisas ainda não tinham número.
O sucesso desse trio durou até o dia em que o Queijo, achando que era um Fenômeno, raspou a cabeça; o Manteiga, “pose” de Reizinho, deixou crescer vasto bigode e o Nata, que tinha curso universitário, começou a filosofar e deixou a barba por fazer.
A partir daí os adversários sabiam quem marcar e a maionese desandou de vez…
Coisas da bola…

{n}PERGUNTA DA SEMANA:{/n}

P – Qual a semelhança entre o vinagre e o Viagra?
R – Os dois são para ver dura(o).

EPÍLOGO:

“TALVEZ VOCÊ ESQUEÇA AMANHà ÀS PALAVRAS GENTIS QUE DISSE HOJE, MAS A PESSOA QUE AS RECEBEU LEMBRARÁ DELAS POR TODA A VIDA”