UMA GRANDE FESTA EM HOMENAGEM AO DIA DO BOMBEIRO

O dia nacional do Bombeiro (Dia 02 de julho) foi comemorado de um jeito bastante especial pelo comando do 2º SUBGRUPAMENTO DE BOMBEIROS DE BOTUCATU.

O local escolhido para a comemoração foi o bonito e aconchegante ARETÉ EVENTOS, cujo espaço está a altura deste justo e relevante acontecimento, que além de congratular a categoria, ainda premiou alguns desses profissionais que salvam vidas que se destacaram em suas funções, ao longo do último ano.

Bonita, bastante concorrida (muitas autoridades expressivas da terrinha prestigiaram, com sua presença, essa oportuna manifestação de reconhecimento profissional) e, acima de tudo, muitíssimo emocionante. Assim foi a entrega das mais variadas “Láureas de Mérito”, entregues aos Bombeiros que fizeram a diferença, no exercício de seu labor no ano de 2013.

A festança juntou num único espaço – por sinal, “pra” lá de encantador – um número significativo de bombeiros e seus familiares que, por algum tempo curtiram aquele “gostinho” do reconhecimento, por toda dedicação e, ao mesmo tempo, de passar a fazer parte dos anais da história da corporação.

 Com muita alegria, não só recebi o convite como lá estive para aplaudir, um a um, todos os homenageados. Confesso que fiquei muito honrado em participar de um evento desse nível e, mais ainda, em poder, por algum tempo, estar ao lado de autoridades que dispensam comentários, como o eterno Comandante da Corporação do Corpo de Bombeiros de Botucatu, meu amigo Coronel PM José Querxis de Aguiar (aliás, muito obrigado pelos elogios a minha pessoa, caro Coronel); Major PM Ivair Nunes Pereira, Comandante Interino do 12º GB; Berdeleu Aliboski, 1º Sargento do Tiro de Guerra; meu amigo André Rogério Barboza, o Curumim; Vicente Ferraudo, o grande amigo de todos os Bombeiros; Tenente PM Aislan Eloy de Souza Cleto; o sempre atencioso e carismático Tenente do Corpo de Bombeiros, Edson Winckler Filho e muitas outras. Foi prazeroso demais participar daquela solenidade!

Como funcionário antigo de uma instituição pública (sou funcionário da Unesp desde menino – há quase cinquenta anos – e nunca recebi um simples “muito obrigado” por tudo o quê fiz) dirigida quase sempre, por pessoas que sequer demonstram qualquer intenção de reconhecimento, posso afirmar, sem medo de errar, que o Corpo de Bombeiros cresceu (e muito) com essa “ousadia” do seu comando. 

“Nóis”, profissionais (de todas as “artes”) necessitamos de atitudes que nos engrandeçam, valorizem e venham nos fortalecer naquilo que ousamos fazer com dedicação e transparência, principalmente na execução de um serviço público.

Nunca deixou de ser verdade que neste nosso querido e rico Brasil, a bola “só rola redonda” do lado daqueles que são apadrinhados e, no serviço público, a “fartura” deste tipo de previlégio é coisa anormal, chega, às vezes, ser indigesto. Graças a Deus que, entre nós existem vários tipos de comandos, o maior exemplo foram as homenagens com as quais me deparei naquela noite.

Como forma de tornar ainda mais sólida a consideração recebida por esses bravos policiais, faço questão de mencionar, com os meus mais efusivos aplausos, um a um, todos os homenageados. São eles: Cb PM Wilson Aguinaldo Ferrari, Cb PM Antonio Carlos Martins e Sd PM Osvaldo Vinicius Messias Cardozo, Láureas de Mérito Pessoal 5º, 3º e 2º grau, respectivamente. 2º Sgt PM Claudemir Celestino de Jesus e Cb PM Danilo de Oliveira Almeida, Láurea de Mérito Pessoal em 2º grau. 1º SG PM Oswaldo Olavo Cassetari Junior, Láurea de 4º grau e Sgt PM Marcelo Aparecido de Souza e Cb PM Rogério Martins Machado, Láurea de 2º grau. O destaque profissional do ano ficou com o Cb PM Álvaro Corvino Junior, filho do meu grande amigo que hoje mora no céu, o “guerreiro” Álvaro Corvino, um dos maiores “fazedores de gols” que nosso futebol amador conheceu. Já o Cb PM Welllington Pereira da Silva que recebeu uma homenagem (Reconhecimento Comunitário de Segurança) do Poder Legislativo, dias atrás, também sentiu a satisfação de ver o seu prêmio valorizado.

Agora eu preciso “falar” um pouquinho dos três “AMIGOS DO BOMBEIRO”, um prêmio destinado a pessoas que não compõem a corporação, mas que, de maneira afetuosa, tiveram seus nomes mencionados naquela noite, em meio a muitas e muitas palmas, com a conquista desse título. Dois deles, com certeza, são muito mais do que especiais para a nossa gente; são dois cidadãos extremamente comprometidos e honrados, dignos de serem lembrados; duas pessoas de quem me orgulho, principalmente por tê-los como “companheiros de time”: Vicente Silvio Ferraudo e Luiz Cláudio Paduan. De novo, voltei a me emocionar ao ouvir maravilhas (tudo o que eu já sabia) sobre esses seres humanos, referências de bem viver. Parabéns, queridos irmãos, vocês sempre fizeram por merecer esse carinho da nossa gente.

“Bão”, e agora, por onde devo trilhar? Afinal, quis Deus que eu estivesse no rol dos tais amigos, juntamente com esses dois gigantes, a fazer jus ao caloroso abraço de toda a Corporação dos Bombeiros.

Quanta honra! Que satisfação ser reconhecido como “AMIGO DO BOMBEIRO”! Como é bom marchar pelos caminhos do bem num mundo cheio de contrariedades como o nosso e receber um leal abraço, de uma instituição de peso como o nosso CORPO DE BOMBEIROS!

Mais uma vez, vou seguir o “astral” do meu grande amigo Zé Rico, um dos maiores cantores “caipiras” que o mundo já viu. A letra de uma música maravilhosa desse monstro da música sertaneja (Vou Levando a Vida..) – aliás, um dos seus maiores e mais tocados sucessos em todos os tempos – que diz o seguinte: “feliz é aquele que tem história pra contar…”. “Tô” nessa! É gostoso demais viver levando a vida. Já dei o meu grito aos meus “pimpolhinhos” (Luna, Netão e Ana Clara): o vovô Alemão foi homenageado pela Corporação inteirinha do CORPO DE BOMBEIROS DE BOTUCATU. Que alegria!

Quero mandar, em tempo, um especial abraço ao Capitão PM José Milton Franco de Arruda, Comandante do 2º SUBGRUPAMENTO de Bombeiros de Botucatu e, muito particularmente, a dois expoentes dessa corporação que me impressionaram bastante naquela solenidade, são os meus amigos Tenente Edson Winckler Filho e o Sargento José Eduardo da Silva. O Tte Winckler que me honrou ao ser meu padrinho no ato da entrega da premiação. Já o Da Silva, pela verdadeira aula de cidadania que me ofertou minutos antes da cerimônia ocorrer.

Por fim, os meus cumprimentos ao Tenente Coronel PM Rogério Gago, Comandante do 12º Grupamento de Bombeiros de Bauru, pela maneira digna com que comanda todos os policiais bombeiros do seu Batalhão.

Prezado leitor, a vida é mesmo desse jeito, exatamente como o velho dito popular: “aqui se faz, aqui se recebe”. Recebi de novo! Obrigado meu Deus, por me proporcionar mais uma noite cheia de glórias. Obrigado AMIGOS BOMBEIROS, por tanta atenção e carinho.

Finalmente dedico o meu mais afetuoso abraço a todas as famílias botucatuenses que, na quinta-feira (03/07), conseguiram a sua tão sonhada moradia. Infelizmente, só tomei conhecimento da entrega dessas maravilhas, através do nosso “Diário”, na manhã do sábado. De fato, de tijolo em tijolo, o meu amigo João Cury Neto vai cumprindo a sua promessa de campanha e, sobretudo, realizando o sonho de muitos dos nossos irmãos que sempre almejaram “fugir” do fatídico aluguel.

 

 

Rubens de Almeida – Alemão

alemao.famesp@gmail.com 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O