UM FINAL DE SEMANA MAIS QUE ESPECIAL

De fato o último final de semana, desde a sexta-feira, foi repleto de atrações. Neste dia, o DAP – ASU – Departamento de Aposentados da Associação dos Servidores da UNESP, realizou no Salão Social da AAB – Associação Atlética Botucatuense, um jantar dançante em homenagem ? s mães associadas da entidade.

Tenho absoluta certeza de que (como sempre), o jantar foi um primor. As festas promovidas pelo DAP sempre alcançam o sucesso almejado; pena que, desta vez, não pude estar presente, visto que no mesmo horário fui prestigiar o lançamento do livro NÃO É TÃO DIFÍCIL COMO PARECE, 3ª edição, da amiga Elizabete do Carmo Pereira, no espaço Cultural e Livraria Dom Lúccio, cuja renda obtida com a venda dos respectivos livros será revertida em prol da construção do Hospital de Prevenção do Câncer.

Muita gente importante do município foi levar o seu abraço ? nossa inseparável amiga Beti, uma verdadeira guerreira que, num passado não muito distante, superou um preocupante problema de saúde. Por sinal, senti um orgulho enorme de ter um dos muitos “causos” que conto semanalmente nesta minha coluna, publicado naquela autêntica “coletânea cultural”.

“Bão”, aí veio o sábado e, com ele, a realização da tradicional seresta no ginásio II, da AAF – Associação Atlética Ferroviária, em comemoração ao aniversário do tricolor botucatuense e também, em homenagem ? s mães sócias do “clube da baixada”.

Tudo impecável do começo ao fim, com direito a bolo e champanhe no intervalo do baile. Os pouco mais de quatrocentos seresteiros que lotaram por completo o salão, deliciaram-se por algumas horas ao som do badalado Grupo Musical BERGSON, que, inclusive tinha animado a festa dos amigos da ASU na noite anterior. Aliás, a vocalista da Banda (Sônia Maria de Freitas) se transformou na “bola da vez” de toda a noite.

Dona de uma voz muito acima do normal, demonstrou uma capacidade incrível em agradar platéias e animou magistralmente a seresta. Em nenhuma seleção a pista de dança deixou de estar totalmente tomada por dançarinos. Quando ela desceu e pediu licença para interpretar a música da cantora Joana (A Padroeira) o “palco quase caiu”.

Confesso que num determinado momento da noite, entre uma e outra “redondinha” me senti um tanto intrigado, sem entender como alguns cantores (que sequer têm aquele traquejo na voz) conseguem fazer sucesso com shows milionários, e, artistas talentosos, exatamente como esta fantástica vocalista, permanecem numa vida “escondida” se “mostrando” apenas em bailes como este, em troca de um pequeno cachê. Coisas desse Brasil que um dia teve no futebol, astros como Pelé e Garrincha ganhando pequenos salários e hoje o tal do Neymar recebendo fortunas! Eta Brasil Brasileiro!

Minutos antes do Presidente João Francisco Chávari fazer uso da palavra para “mostrar” o clube aos presentes – afinal, o tricolor acabava de completar 74 anos de uma profícua existência – e também para saudar todas as mães, pela data amplamente comemorada, uma bonita apresentação de Dança do Ventre oferecida aos seresteiros mostrou a arte e o talento de três gerações de uma família (avó – Luzia Aparecida Benatti da Silva, mãe – Flávia Benatti da Silva e um bebê – Yasmim – que está chegando) nesta modalidade de dança. Outra aluna do curso (Rita Heloisa F. de Almeida) também participou da apresentação. Foi um grande show.

Enfim, mais uma vez os companheiros de Diretoria, do amigo João Francisco Chávari, muito especialmente, o sempre atuante Diretor Social Joaquim Pereira da Silva e seus colaboradores ofertaram ? coletividade tricolor, bem como, a todos os seresteiros convidados, uma noite encantadora, repleta de momentos prazerosos.

Parabéns, querida FERROVIÁRIA, por mais um ano de uma sólida existência. Parabéns, grande Presidente João Chávari, pela maneira séria, organizada e, acima de tudo, transparente, com que vem dirigindo o nosso clube. Parabéns, queridos colegas de Diretoria, por todo arrojo dispensado e, principalmente, pela lealdade ? administração deste moço que, certamente, deixará o seu nome registrado na história de boas conquistas do nosso Tricolor.

Meu afetuoso abraço desta semana é endereçado a dois casais de amigos, por quem teço a mais alta admiração e com os quais dividi momentos maravilhosos no lançamento do livro da amiga Beti: Márcia e Hamilton Regis Policastro e Lucélia e Ednei Lázaro da Costa Carreira.

Com o mesmo apreço, também abraço duas ilustres amigas que, para minha satisfação, são leitoras das minhas narrativas semanais: a renomada membro da Academia Botucatuense de Letras Carmem Lúcia Ebúrneo da Silva (muito obrigado pelos elogios querida professora) e a empresária, muito bem sucedida, Magda Borgato.

Através do amigo Silvio Geraldo “Dindo” dos Santos, um profissional do mais alto nível na área de engenharia de tráfego, abraço todos os 53 leitores que me parabenizaram pelo texto que escrevi, na semana passada, sobre a Rodovia “Domingos Sartori”.

Amanhã, no ginásio II da Ferroviária acontecerá a tão aguardada “FESTA DOS 64 AMIGOS”. Com certeza será um evento ? altura da grandeza de todos os meus amigos.

{n}Rubens de Almeida – Alemão
alemao.famesp@gmail.com