QUE BELA HOMENAGEM PRESTADA À Drª CECÍLIA MAGALDI!

Dias desses, passando pela Avenida Santana, atentei para uma placa (ESPAÇO SAÚDE “PROFESSORA CECÍLIA MAGALDI”) colocada em um dos anexos do prédio que abrigou o único Centro de Saúde existente em nossa cidade, num passado não muito distante, cujo patrimônio foi doado ao município pelo governo do Estado.

De cara bateu a saudade de uma pessoa espetacular que conheci, dona de excelentes qualidades e que Deus, seguindo os seus intentos como Criador, levou para perto DELE. Um pouco mais adiante, ainda perplexo, fui aos poucos me remetendo aos muitos anos de convívio profissional com essa mulher que foi uma “chefa” maravilhosa, com quem, prazerosamente, trabalhei (por mais de trinta anos) no Departamento de Medicina Preventiva Social e Saúde Publica da extinta FCMBB; rememorei os inúmeros momentos de aprendizado que tive com essa representante, de fato, da mulher botucatuense e, principalmente, recordei-me do início da minha vida como Técnico de Laboratório na Instituição (no final dos anos 60) quando “a senhora que leva o nome da placa”, Doutora Cecília, como era carinhosamente chamada por todos, instalou o primeiro “Posto de Saúde” na Fazenda Lageado. Naquela época, o “dono” desta maravilha que hoje é o “badalado” Campus da Faculdade de Ciências Agronômicas, era o IBC – Instituto Brasileiro do Café.

Mesmo sabendo do seu extenso currículo, busquei saber melhor o porquê daqueles dizeres. Alguns dias depois, a convite dos meus amigos, Sandro Camargo, enfermeiro pós-graduado em várias faculdades brasileiras e José Martins de Souza Neto, o queridíssimo Neto do Pronto Socorro da UNESP, um dos profissionais mais valiosos neste “mundo do socorro”, que, com méritos, vem ocupando o cargo de Coordenador Geral do SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – fiquei sabendo que ali, naquele “espaço”, funcionará, não somente o SAMU, mas, outras preciosidades da área de saúde, tais como, a Clínica do Bebê; Clínicas de Saúde Reprodutiva e Sexual e Diversidades Terapêuticas, além, de curativos. Também serão instaladas no local a Farmácia Municipal, o Núcleo de Apoio ? Família e o CAPS I de Saúde Mental. Tudo isso, naquele “cantinho” que leva o nome da inesquecível Professora Magaldi. Que beleza de homenagem!

Lembro-me, com muita satisfação das conversas que, periodicamente, tinha com meu inseparável amigo Neto (Secretário geral do FUSS, na gestão em que estive Presidente daquele Fundo Social, anos atrás) sobre a importância dessa prestação de serviços ser colocada em prática no governo anterior. Sem querer criar polêmicas, deixo apenas uma pergunta no ar. Em se tratando do SAMU ser um Programa do Governo Federal e, o mais importante, o governo municipal ser da mesma sigla do Presidente da República na época, o que pode ter ocasionado a não implantação deste modelo de serviço de atendimento ao público, na administração do antecessor do governo atual? Complicado “né”! Claro que, mais uma vez, o jovem Prefeito João Cury, muito voltado para o bem estar da nossa gente e deixando de lado essa besteira de “ideologia” partidária, fez a diferença encontrando caminhos na esfera Federal para favorecer a nossa gente.

Enfim, vamos “em frente, que atrás vem gente”, como dizem alguns especialistas na arte de bem viver. O importante disso tudo é que nossa população e de algumas cidades da região, foram premiadas com outra “baita” prestação de serviços e, mais ainda, essa recompensa, vem tendo a parceria de outro gigante no propósito de ajudar e salvar vidas: o nosso Corpo de Bombeiros. Acreditem, a gloriosa Corporação do Corpo de Bombeiros, como não poderia ser diferente, tem se demonstrado aliada número “1” do SAMU em todas as situações.

Não tenho dúvidas de que avançamos muito mais com a “chegada” do SAMU; a cidade que já está num crescente admirável em todos os aspectos, certamente vai se consolidar como uma “casa” boa para se morar. Obviamente que aqueles tradicionais “contra tudo”, continuarão a mostrar sua “cara”. Acredito, que nem mesmo esse mero detalhe nos atrapalhará na evolução que estamos conseguindo.

Parabéns, Prefeito João Cury Neto e o seu Vice-Prefeito, Doutor Antonio Luiz Caldas Junior (também Secretário da Saúde do Município) pela feliz conquista em poder implantar para “nóis”,jh botucatuenses, um serviço dessa relevância.
Parabéns, grandes amigos, Sandro Camargo e José Martins de Souza Neto, dois colegas de trabalho de longa data no Hospital das Clínicas, pela dedicação e, especialmente, por terem a perseverança de que um dia esse serviço seria oferecido ? nossa gente.

Por fim, concluo o raciocínio inicial – que, inclusive, inspirou-me a escrever sobre essa beleza denominada “ESPAÇO SAÚDE PROFESSORA CECÍLIA MAGALDI” – abro o meu coração para abraçar, em forma de homenagem póstuma, uma das figuras femininas que mais me impressionaram nesta minha “vidinha” (que não sei até quando vai): a queridíssima Professora Doutora Cecília Magaldi, um dos exemplos mais positivos de dignidade com que me deparei em toda a minha existência.

Meu carinhoso abraço desta semana é endereçado – através do amigo Doutor Paulo Roberto Z. Machado, um dos mais respeitados médicos da Rede Municipal de Saúde – a 32 leitores dos meus contos semanais que me parabenizaram (por telefone) pelo “causo” que contei na semana passada aqui nesta coluna.

{n}Rubens de Almeida -Alemão
alemao.famesp@gmail.com