PRF 8 RÁDIO EMISSORA DE BOTUCATU: 75 ANOS NO AR

A direção da PRF-8 Rádio Emissora de Botucatu, através do seu executivo maior, meu amigo Caio Henrique Paganini Burini, reuniu na noite do último dia 27 de novembro, no Auditório “Angelino de Oliveira” inúmeras autoridades da terrinha (Doutores Minoru Sakate e Michiko Sacate, ex e atual governadores do Rotary Clube, respectivamente; Newton Colenci; Newton Colenci Junior; Otavio Ferraz Ferreira; Doutor Marcos Mores; Caco Colenci, Secretário do Governo Municipal; o renomado médico Doutor Roberto Vaz Piesco, entre outras) e um “punhado” de profissionais do rádio (Valdir Duarte Florêncio, Doutor José Roberto Pereira, João Carlos Figueiroa, Nelson Camargo, Rubens Roberto Herbst, Maurício Serôdio, César Titon, Ditinho Santa Rosa, Fran José, Neder Filho, Luiz dos Santos Caramelo, Valdir de Carvalho) que fizeram história nessa conceituada emissora, ao longo do tempo.

O objetivo do “baita” encontro foi o lançamento da Revista F8, um novo veículo de informação que revela, logo de cara e em detalhes, toda a história desta emissora de rádio pioneira em nosso município e que presta relevantes serviços à nossa sociedade, há 75 anos.

A primeira edição da revista foi impecavelmente elaborada. Está muito bonita e bem diversificada e traz, além das reportagens “pra” lá de saudosistas de inúmeros programas e promoções realizadas, fotos de memoráveis eventos, especialmente quando o inesquecível amigo Plínio Paganini era o diretor da emissora; o leitor ainda pode apreciar depoimentos e opiniões de botucatuenses ilustres como os rotarianos Newton Colenci e Junior Colenci, o Delegado de Polícia Doutor Marcos Mores, Roberto Carlos Burini, Professor da UNESP e, por fim, do seu atual mandatário, Caio Henrique Paganini Burini que, na sua manifestação enfocou, com muito brilhantismo, uma palavra em extinção neste país “viciado” em continuísmo e regras arcaicas: INOVAÇÃO.

Por sinal, este moço que vem administrando, já há algum tempo, o dia a dia desta emissora, situada na tradicional rua Marechal Deodoro, vem dando diretrizes modernas não somente à Radio Emissora, mas a outros empreendimentos existentes na nossa progressista Botucatu. Com muita tranquilidade posso falar, por exemplo, da evolução que o Colégio Liceu Anglo conquistou nos últimos anos. Sem sombra de dúvidas, o seu dinamismo vem contribuindo (e muito) com o progresso da sempre acolhedora e solidária “CIDADE DOS BONS ARES E DAS BOAS ESCOLAS”. O seu discurso naquela noite nos possibilitou testemunhar que as palavras de ordem nos projetos que pretende executar visam progresso, modernidade e crescimento; daí, justificar a ânsia em querer fazer da tese do economista Joseph Schumpeter (mostradas ao mundo, lá nos anos 1911), sua fiel companheira. Parabéns, grande Caio!

Apesar da “voz” da saudade “soar” com muita força no meu coração, afinal dei os meus primeiros passos como cidadão na sempre recordista em audiência “Rádio do Plínio”, também posso dizer que os “retratos” estampados, em quase todas as suas páginas, mostrando lances de promoções realizadas pela emissora (homenagem ao Dia das Mães, do Programa “No Reino da Gurizada”, Big Show F8, Galeria dos Mirins, entre outras. Pena que não adicionaram nenhuma foto do “badalado” jogo dos “Profissionais em Férias” que, por 25 anos, foi encabeçado pela PRF 8 – por sinal, neste evento nasceu a idéia da troca do pagamento do ingresso por um quilo de alimento em eventos beneficentes), bem como imagens que ilustraram visitas de autoridades estaduais e de um “punhado” de artistas que se apresentaram (Irmãs Castro; trio Raul Torres Rieli e Florêncio; do Palhaço Luiz Camalionte, o Borboleta; trio Serrinha, Celinho e Caboclinho e muitos outros), ficaram impecáveis.

Naquela mesma noite, ao voltar para casa, atentei para tudo o que continha a Revista. Confesso que fiquei encantado com cada detalhe; desde as fotos de inseparáveis amigos como o mestre José Roberto Pereira e o simpaticíssimo Neder Filho (ainda com traços de meninos), até as dos saudosos amigos que hoje moram no céu, como o Doutor Agnelo Audi, Mestre Santos Heitor, Otacílio e Hélcio Paganini e outros, tudo me “balançou” Entretanto, não tenho como negar que naquela mesma noite o sono “quase” não veio “pra” mim. Foi triste demais ver a foto de uma pessoa com quem por muitos anos convivi e tive o qualificado aprendizado no exercício da cidadania. Não foi nada fácil conter a emoção ao “rever” o meu saudoso e querido amigo e “paizão” Plínio Paganini. A barra “pesou”, porém, como diz o grande Chico Pinheiro, renomado jornalista do Jornal “Bom dia Brasil”: “… é vida que segue…”! Com certeza, um dia voltaremos a nos encontrar.

Enfim, mais uma vez, senti um prazer enorme de poder estar num ambiente alegre e festivo para comemorar algo muito marcante para todos nós, botucatuenses, ou seja, os 75 anos, as “Bodas de Diamante” da profícua existência da PRF 8 Rádio Emissora de Botucatu. A nossa querida e simpática F8 concretizou essa façanha tendo à frente na sua administração, a terceira geração da família Paganini. Que maravilha!  

ALUNOS DO COLÉGIO LA SALLE VISITAM AS CASAS DE APOIO DA FAMESP

Prazerosamente, “nóis”, que temos a missão de comandar uma das maiores preciosidades (Casas de Apoio) da FAMESP – Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar, tivemos a grata satisfação de receber para uma visita aos nossos “carinhosos abrigos”, na manhã da última quarta-feira (03/12), uma comitiva de altíssimo nível aqui da terrinha: os componentes da PAJULA – Pastoral da Juventude Lassalista.

Perto de trinta alunos do respeitável Colégio La Salle, juntamente com a Coordenadora da PAJULA, Nilcéia Arruda, o irmão Lassalista Vicente de Paula Fiolho da Silva e a ilustre leitora dos meus “causos” semanais, a samanuelense Sonia Bertozo Parolo, proporcionaram-nos uma alegria contagiante; uma manhã que certamente ficará gravada na memória de muitos dos nossos “hóspedes”, até porque, além do carinho dispensado por todos os alunos e alunas, um delicioso bolo foi doado (pelos alunos) a cada uma das quatro casas. Certamente, a minha colega de trabalho, Adriana Ribeiro, que teve a missão de acompanhá-los recheou um pouquinho mais o seu riquíssimo currículo de vida.

Esse belo exemplo de solidariedade e amor ao próximo dispensado por esses jovens lassalistas nos deixou ainda mais fortalecidos para continuarmos o nosso projeto de vida aqui nesta grandiosa instituição chamada UNESP, sobretudo por que neste mundo totalmente mesquinho em que estamos vivendo, no qual a valorização à dignidade fica quase que sempre no esquecimento, é gratificante presenciar crianças tomando atitudes; jovens estendendo a mão querendo fazer a sua parte em prol de um viver sem desigualdades; enfim, aliarmo-nos para mostrar horizontes positivos à nossa juventude não tem preço, é algo extremamente valioso. Foi exatamente tudo isso que aconteceu naquela visita.

Como comandante de um grupo de pessoas cujo único propósito é dispensar carinho e atenção aos irmãos (de várias regiões desse Brasil injusto em quase tudo) que vêm a Botucatu na esperança de recuperar a saúde, quero, primeiramente agradecer a direção desse importante e consagrado estabelecimento de Ensino da nossa cidade (todos os diretores, indistintamente), em especial a Professora Nilcéia Arruda, por ter propiciado uma manhã tão cheia de solidariedade aos nossos pacientes, bem como aos respectivos acompanhantes.

Já, aos alunos “visitantes”, a minha mais profunda admiração. Claro que esta não foi a primeira manifestação deste porte demonstrada por eles – mesmo porque, poucos dias atrás, fiquei orgulhoso em receber uma quantidade considerável de alimentos e roupas, oriundos de uma ação desencadeada pelos mesmos integrantes da PAJULA – mas, espero que esta seja, mais uma, dentre as muitas e muitas que, não tenho dúvida nenhuma em dizer, ocorrerão em suas vidas.

Feliz e realizado, afinal, já virou mania, ELE, o nosso PAI, colocar-me frente a frente com situações das mais prazerosas, aproveito a oportunidade para abraçar o mais novo “diamante” da cidade: meu amigo de longa data e um dos maiores e mais conceituados advogados de todo o Estado de São Paulo: Doutor Newton Colenci. Este grande lateral direito do futebol amador “botucudo”, goleador nato em todos os times em que atuou, aniversariou no último dia 28 de novembro. Parabéns pelos 75 anos de uma vida bem vivida, querido amigo.

Com carinho idêntico, abraço outras quatro maravilhas que me honram com suas amizades, todos leitores assíduos dos meus textos semanais: o casal Fernandão e Deise Paula Ângela Coneglian; a maranhense (quase botucuda) de Imperatriz, cidade referência do nordeste brasileiro, Maria Lúcia de Souza Ferreira, que está, há meses, “residindo” nas Casas de Apoio e o grande nome das Organizações BERIMBAU, Lúcio Baroni Francisco, um dos maiores e mais solidários botucatuenses; aliás, pouca gente sabe das ações filantrópicas que essa figura ímpar desenvolve nas empresas do meu amigo Antonio Alberto Segala, o Bertinho do BERIMBAU.

 

Rubens de Almeida – Alemão

alemao.famesp@gmail.com