PIOR QUE TÁ NÃO FICA; VOTE NO … !

Não estou acreditando no que tenho visto e ouvido no horário eleitoral gratuito; o “espetáculo” oferecido por alguns pretendentes aos mais variados cargos eletivos é tão deprimente que me faz perder as esperanças em ainda ver o Brasil como um país sério e governado (em todas as esferas) por cidadãos dignos e comprometidos.

Se a coisa já está feia com esse “time” que nos representa, em especial, lá, na Capital dos Três Poderes, certamente, com a eleição de alguns dos nomes anunciados pelo TSE – Tribunal Superior Eleitoral – como candidatos nos diversos estados da Federação, piorará ainda mais.

Claro que estamos cansados de saber que cada povo tem o político que merece para lhe representar, no entanto, como temia a atriz Regina Duarte em eleições passadas com a possível eleição de alguns brasileiros, eu também tenho medo se candidatos desta “safra” a nós apresentada (mais de 20 pessoas famosas, porém, todas com grau de escolaridade bem abaixo da média) acabarem eleitas.

Prezado leitor, dá para imaginar a Câmara dos Deputados sendo composta por jogadores de futebol como Vampeta, Marcelinho Carioca e Romário (três astros consagrados nos seus respectivos clubes, mas, que não deram bons exemplos ? sociedade fora das quatro linhas), cantores medianos como Gaúcho da Fronteira, Tati Quebra-Barraco (esta eu nem conheço), Kiko e Leandro do conjunto KLB, pelas tais, Mulher Melão e Mulher Pêra (“a mulhé que sabe lê e escrevê”), pelo pugilista Marcelino Popó Freitas ou ainda pelo ex-boxeador Adilson Maguila, “o home que vai lutá por nóis em Brasília”? É o fim da picada!

Ah, nomes de outras figuras de expressão também fazem parte da lista do TSE para as disputas do próximo dia 3 de outubro; entre elas citamos os cantores Reginaldo Rossi, Lecy Brandão e até os meus amigos Renner, da dupla sertaneja Rick&Renner e Sérgio Reis; os humoristas Dedé Santana, Batoré e, acredite, o Tiririca, aquele moço que fez sucesso cantando, “Florentina, Florentina, Florentina de Jesus …,” e que no começo do horário eleitoral no Rádio e na TV, dizia: “pior que tá não fica, vote no Tiririca”. É meus amigos, eu era feliz e não sabia; já “tô”começando a sentir saudades do Dunga.

Evidentemente que a nossa democracia não permite que sejamos diferentes uns dos outros, entretanto o TSE deveria estabelecer critérios ? altura dos anseios do povo brasileiro para selecionar candidatos a cargos eletivos no Brasil, desde vereador até Presidente da República; aliás, só o referido Tribunal – que, diga-se, vem tendo atuações bastante satisfatórias em todos os sentidos, desde as últimas eleições – não percebeu que essa é uma “jogada” dos partidos que, buscam, a todo custo, o maior número de cadeiras na Câmara dos Deputados. Lembram-se do penúltimo pleito? O Doutor Enéas, do PRONA, conseguiu nada menos, do que seis vagas, com aquele modo esdrúxulo de se apresentar aos eleitores. Teve candidato a Deputado Federal do PRONA que acabou eleito com menos de 500 votos.

Gente, voto é coisa séria, ninguém tem dúvidas de que através dele é que podemos melhorar tudo neste país, no entanto… .

Graças a Deus aqui na nossa hospitaleira Botucatu a fartura de candidatos bons (mesmo não sendo celebridades) tanto em âmbito estadual, como federal, nos proporciona a chance de fugir dessa verdadeira armadilha preparada pelos partidos. Com certeza, saberemos escolher o melhor para a cidade.

Por fim, até como forma de curiosidade gostaria de deixar no ar duas dúvidas que me fizeram companhia quando esbocei este desabafo: por que o “Professor” Vanderlei Luxemburgo – outro “expoente” do mundo da bola – que, lá atrás, por várias vezes, através das entrevistas que concedia, dizia que se lançaria candidato ao Senado Federal por um Estado do norte do país, não se “apresentou”? A outra: ao me deparar com o currículo do jogador Romário, na Internet, fiquei sabendo que o mesmo tem nível superior. Qual seria o curso universitário concluído pelo craque carioca?
Meu afetuoso abraço desta semana endereço a uma figura maiúscula da política local, um “baita” voluntário desde os tempos em que ainda cursava medicina: Doutor José Eduardo Fusser Bittar, um dos vereadores mais atuantes na Câmara Municipal de Botucatu.

Também de um jeito bastante especial deixo aqui a minha saudação a um dos maiores Secretários de Esportes que tivemos aqui na terrinha e que para a nossa alegria será empossado Secretário de Turismo na Administração do amigo João Cury Neto, meu grande amigo e companheiro, Professor Fredi Pimentel.

{n}Rubens de Almeida – Alemão
alemao.famesp@gmail.com{/n}