PARABÉNS BOTUCATU, POR SEUS 157 ANOS DE EXISTÊNCIA!

Neste 14 de abril a nossa querida e sempre solidária Botucatu completa 157 anos de uma profícua existência em meio ? muitas festividades.
Tudo leva a crer que as comemorações deste ano serão as mais efusivas dos últimos tempos, afinal, a cidade vem num crescer maravilhoso e vive um momento muitíssimo especial.

Com certeza, um clima alegre e festivo – aliás, uma marca positiva do povo botucatuense – fará a diferença durante toda a programação esboçada pelas secretarias responsáveis por tão importante evento.

Felizmente, depois de um período longo, de jejum absoluto em tudo, voltamos a ver moradias populares sendo construídas; vagas em creches, especialmente, para as crianças de mães comerciárias; Pronto Socorro Municipal atendendo a nossa gente de maneira eficaz; postos de Saúde mostrando um atendimento de muita qualidade; um trânsito mais organizado e por aí poderíamos traçar inúmeras conquistas diante do dinamismo político municipal.

Graças a Deus, aquela fase enganosa que parecia não ter fim, onde a palavra crescimento permaneceu completamente escondida e, o mais difícil ainda, com grande parte da nossa gente sendo driblada por certos “mistérios” (coisas dessa política maldita, adotada por cidadãos mal intencionados e sem o mínimo de comprometimento com o bem comum) acabou; hoje o que vemos por todos os cantos da municipalidade são obras e mais obras sendo entregues ? população.

Não preciso ir muito longe para mostrar onde quero chegar. Claro que existem muitas coisas por detrás do tal mistério a que me refiro, entretanto, é só atentar para o que foi concluído de obras que estavam inacabadas.

Como não sou nem um pouquinho tendencioso e também não gosto de me envolver em polêmicas, atrevo-me a citar apenas quatro dessas obras “esquecidas” que faziam o meu coração doer quando passava por elas: os prédios ao lado do cemitério Portal das Cruzes, da escola antiga de Rubião Junior e do Pronto Socorro Municipal, além da entrada da COHAB I, próximo do bairro Lavapés. Aquela duplicação, bem como, muitos outros empreendimentos permaneceram oito anos sem serem notados pelo governo anterior. Para mim, apesar de todo respeito que tenho pelas pessoas, isso foi um abuso aos cofres públicos.

“Bão”, como na vida tudo passa, com esse festival de descasos não foi nada diferente: nos dias atuais, quase tudo é alegria aqui na nossa hospitaleira “CIDADE DOS BONS ARES E DAS BOAS ESCOLAS”. Até a criminalidade que, há muito tempo vem sendo a “pedra no sapato” até do Governo Federal, aqui na terrinha ela está, cada vez mais, em baixa, a ponto de sermos premiados, dois anos consecutivos, pelos órgãos de Segurança Pública do Estado de São Paulo, com o título de cidade mais adequada para se viver bem e com segurança, entre os municípios com menos de 150 mil habitantes.

Das recentes conquistas que a cidade teve, nem se fale. Só o funcionamento do POUPA TEMPO, uma unidade de atendimento ao público que agrada até aqueles “picaretas” que vivem em função do “contra tudo”; a iluminação da Rodovia Domingos Sartori, a principal via de acesso ao Campus Universitário de Rubião Junior e a atuação da nova empresa de ônibus que vem operando desde o mês passado, já são suficientes para consolidar um trabalho bem projetado e com propósitos voltados exclusivamente para o crescimento e o bem estar de uma coletividade.

E tem mais, vem aí o funcionamento do Parque Tecnológico e do novo Forum; a Clínica de recuperação de Dependentes Químicos que abrigará 70 leitos: o Centro de Terapia para recuperação de Traumáticos “Lucy Montoro”; a volta do Hospital Sorocabano, a “menina dos olhos” de uma imensidão de ferroviários; o Hospital Secundário, com capacidade para 80 leitos; o Ambulatório Médico de Especialidades; a Escola da Embraer, que está sendo construída nas proximidades do Aeroporto Municipal, entre outras.

Enfim, nossa querida e encantadora Botucatu festeja mais um aniversário e motivos não nos faltam para uma sólida celebração. Certamente, os mais variados atrativos foram programados com gosto por seus responsáveis. Como filho natural dessa terrinha abençoada e mais ainda, reconhecido, anos atrás, como “CIDADÃO EMÉRITO”, por um dos “botucudos” mais graduados entre todos os botucatuenses (Professor Antonio Luiz Caldas Junior) não tenho outra coisa a fazer, senão “soltar” um grito bem alto e dizer: PARABÉNS BOTUCATU, POR SEUS 157 ANOS DE EXISTÊNCIA. Que este “cantinho” encantador para se viver bem continue com toda essa pujança que alegra a todos nós.

Aproveitando esse momento bastante relevante, envio o meu carinhoso abraço desta semana aos componentes da torcida organizada STOPIM DA FIEL, muito especialmente ao seu presidente André Carmoni e ao companheiro de grupo no Projeto “CRIANÇA FELIZ”, André Suzuki.

Esse “BANDO DE LOUCOS”, com a ajuda de muitos empresários da cidade, fez a alegria de toda a criançada de um dos bairros mais sofridos da periferia da cidade (Santa Eliza) distribuindo centenas de Ovos de Chocolates, no Domingo de Páscoa. Que “baita” iniciativa!

{n}Rubens de Almeida – Alemão
alemao.famesp@gmail.com