OUTRA VEZ O POVO BOTUCATUENSE DEU BONS EXEMPLOS DE SOLIDARIEDADE.

Parece até que virou moda a nossa gente dividir um pouco do que tem, quando o assunto é ajudar o próximo. De novo, os botucatuenses arregaçaram as mangas e não mediram esforços para auxiliar uma população severamente castigada pelos mistérios da força da natureza.

Outra vez o povo botucatuense deu bons exemplos de solidariedade ao abraçar uma campanha que visou, unicamente, amparar os nossos irmãos da região serrana do Estado do Rio de Janeiro.

Já havia sido assim em 2008. Uma grandiosa corrente do bem foi formada pelos amigos da Rádio Municipalista com o objetivo de amenizar a dor que muitos catarinenses enfrentaram com os temporais que arrasaram vários municípios daquele Estado, entre eles, Gaspar, local para onde foram destinados todos os donativos arrecadados pela “Rádio do Povo” durante os seus programas, nos pouco mais de cinco dias de campanha.

Ao final daquela “empreitada”, algumas carretas da Transportadora AQUARIUN tiveram a incumbência de levar, entre outras coisas, muitas toneladas de mantimentos, roupas, milhares de litros de leite, centenas de caixas de água mineral, uma imensidade de artigos de higiene e limpeza e, mais ainda, o carinho da população botucatuense. No ano passado, quantia idêntica foi enviada para as vítimas do terremoto que atingiu a população do Haiti.

Agora, em outra tragédia que também abalou o nosso país, mais uma vez, a sensibilidade dos habitantes da “CIDADE DOS BONS ARES E DAS BOAS ESCOLAS” se fez presente. Tão logo os veículos de comunicação de todo o Brasil noticiaram a catástrofe acontecida na região serrana do Estado do Rio de Janeiro, duas emissoras de rádio local (Municipalista e PRF 8 Rádio Emissora) com a ajuda de inúmeros voluntários, algumas entidades (entre elas, o Centro de Lazer Nova Aurora) e amparados pela Secretaria de Segurança Pública, Defesa Civil e Fundo Social de Solidariedade do município, com o propósito de “fazer a sua parte”, partiram para outro desafio, na certeza de que, novamente, encontrariam respaldo popular. Não deu outra, mais uma campanha foi coroada de pleno êxito com uma expressiva arrecadação.

A cidade de Nova Friburgo – a mais castigada de todas – acabou sendo a escolhida para receber os donativos. Isto porque, um filho de uma tradicional família botucatuense (Luiz Henrique Arena) recebeu de muitos dos seus amigos de Nova Friburgo, pedidos insistentes de socorro. O jovem botucatuense, bastante sensibilizado, de imediato, procurou (e encontrou) ajuda com alguns empresários da cidade e de outros municípios paulistas (entre eles o pessoal da IRIZAR) e, acredite, somando as arrecadações feitas nas emissoras de rádio e o auxílio dispensado por esses colaboradores, 30 toneladas de donativos foram enviadas aos desabrigados daquela localidade.

Obviamente que todos os cuidados foram tomados para que essas doações chegassem o mais rapidamente possível até os necessitados. Segundo soubemos, não foi nada fácil, uma vez que, o rigor na fiscalização nestes “causos” chega a assustar (que vergonha!). A Transportadora MARCOLA – outra grande parceira das ações beneficentes realizadas na cidade – logo na segunda-feira, transportou a primeira carreta totalmente abarrotada de doações.

Portanto, a “nóis” que, frequentemente temos oportunidade de utilizar espaços preciosos em importantes canais de informação de toda a nossa hospitaleira e solidária Botucatu, não nos resta outra coisa a fazer senão parabenizar todos os cidadãos que, direta ou indiretamente, se envolveram nesta brilhante obra de caridade; desde o mais respeitado dos organizadores até o mais humilde doador os nossos aplausos. Certamente, essa seqüência de sucesso em realizações desse porte, proporciona a Botucatu a chance de consolidar, cada vez mais, o título que, orgulhosamente, ostenta, de “Capital da Solidariedade”.

Meu carinhoso abraço desta semana é endereçado a um profissional de primeira linha, um dos comandantes mais atuantes e competentes que a Seccional de Polícia de Botucatu já teve: meu amigo e leitor dos meus comentários semanais, Doutor Antonio Soares da Costa Neto.
Caro Doutor Toninho Marvadeza, uma das coisas que mais tem peso nesta nossa vida passageira é poder caminhar, ao lado de pessoas do bem. Orgulho-me em poder ser parceiro de uma Instituição forte e respeitada como a Polícia Civil.

{n}Rubens de Almeida – Alemão
alemao.famesp@gmail.com {/n}