NOSSA SENHORA ME DÊ A MÃO, CUIDA DO MEU CORAÇÃO …

Desde os tempos que comecei a tomar gosto pela arte de “contar causos”, sempre procurei externar coisas agradáveis; jamais deixei de relatar casos marcantes e “pra” lá de especiais, principalmente, aqueles que envolvem pessoas diferenciadas. Também é verdade que sinto uma satisfação muito grande quando tenho oportunidade de prestar homenagens.

Pois bem, há vários anos, próximo do dia 12 de outubro, data em que comemoramos o DIA DAS CRIANÇAS e o da PADROEIRA DO BRASIL tenho utilizado como título do meu artigo, um trecho de uma música de autoria do Padre Marcelo Rossi – NOSSA SENHORA – que, coincidentemente, é uma das melodias mais bonitas interpretadas pelo Rei Roberto Carlos, como forma de homenagear a nossa Padroeira, Nossa Senhora Aparecida: “… NOSSA SENHORA, ME DÊ A MÃO, CUIDA DO MEU CORAÇÃO …”.

Neste ano, não poderia ser diferente, ainda mais, sentindo essa gostosa sensação de que foi Ela, a Padroeira do Brasil, que encontrou caminhos para o povo brasileiro poder refletir melhor e escolher com mais tranqüilidade e bastante equilíbrio o seu novo Presidente da República – temos pouco mais de vinte dias para fazermos essa reflexão. Com muito entusiasmo e uma alegria contagiante, novamente chego até você, prezado leitor, “usando” este belo título.

Com certeza, a próxima terça feira marcará positivamente a vida de muitos brasileiros, afinal, motivos não faltarão. “Nóis”, por exemplo, junto de um número enorme de amigos do bem, componentes do projeto “CRIANÇA FELIZ”, nos reuniremos para fazer a nossa parte, lá no sofrido e quase esquecido, distrito de Vitoriana. Por algumas horas festejaremos o Dia da “Gurizada” em meio a aproximadamente 500 crianças e, ao mesmo tempo, dedicaremos nossos pensamentos e nossas atitudes ? nossa inseparável Protetora.

Aliás, quem um dia, num momento desesperador, daqueles em que tudo parece vir abaixo, não se ajoelhou e pediu ajuda a nossa querida Aparecida? Quem de nós, um dia, num momento de desespero, não implorou para que Ela destinasse força suficiente para a superação de um problema? Mais ainda, quem também um dia, não se curvou a um lindo olhar de uma criança? Ou melhor, quem de nós, ao enfrentar um desses dissabores, muitas vezes, corriqueiros, que a vida freqüentemente nos oferece, não encontrou no sorriso de uma criança aquela força indescritível para a sua solução?

Enfim, neste 12 de outubro, “nóis” – todos aqueles que prezam por uma vida bem vivida – teremos a chance de cuidar, agradar e, principalmente, fazer a alegria dessas criaturas que, sem sombra de dúvidas, representam uma maiúscula esperança de um amanhã mais promissor para todos nós. E, se isso não bastasse, estaremos em frente a uma “baita” ocasião para, de um jeito bastante carinhoso, agradecer tudo o que a nossa querida Padroeira tem nos oferecido no sentido de que possamos viver bem e mais feliz.

Como a nossa corrente do bem, com as graças do Pai de todos nós, não para de crescer e o nosso grupo sempre está voltado para abraçar calorosamente novos companheiros, convido todos aqueles que queiram nos acompanhar nesta “caminhada” tão aguardada que, certamente, nos colocará de frente a muitos sorrisos puros e olhares encantadores, na manhã da próxima terça feira.

Com aquele jeitinho de criança feliz que vive a cantar, envio o meu afetuoso abraço desta semana ao casal de amigos Cristina da Silva Machado e Doutor Paulo R. Z Machado, que, na manhã do ultimo dia 4 de outubro foram contemplados por Deus, com a chegada do novo herdeiro da família. O garotinho Gustavo vem ao mundo cheio de saúde e “chacoalhando” demais o coração do “paizão” mais amado dos pacientes nos Postos de Saúde por onde desempenha, com muita competência, as suas funções de médico.

{n}Rubens de Almeida – Alemão
alemao.famesp@gmail.com {/n}