CASAS DE APOIO DA FAMESP: DEZ ANOS DE UM ATENDIMENTO HUMANITÁRIO DE QUALIDADE

O Salão Nobre da Faculdade de Medicina foi palco, no final da manhã da última sexta-feira (07/01), de uma sessão solene repleta de emoções. Diversas autoridades políticas, civis, militares e universitárias, entre elas o Ilustre Senhor Secretário do Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, Deputado Federal Floriano Pesaro; Milton Casquel Monti, nosso representante na Câmara Federal; João Cury Neto, Prefeito de todos os botucatuenses; Doutor Antonio Luiz Caldas Junior, vice-prefeito municipal; Professor Pasqual Barretti, Diretor da Faculdade de Medicina; Professor Antonio Rugolo Junior, Diretor Presidente da FAMESP; Doutor André Balbi, Chefe de Gabinete da Superintendência do Hospital das Clínicas; André Rogério “Curumim” Barboza, Presidente da Câmara Municipal de Botucatu; Capitão PM Alexander Cagliari, Comandante da 1ª Companhia do 12° BPM I; Doutor Paulo Buchignani, Delegado da DISE (que compuseram a mesa de frente daquela festividade), outras tantas aqui da terrinha, como os professores Trajano Sardenberg, Vice-Diretor Presidente da FAMESP; Maria Cristina Pereira Lima, Vice-Diretora da FMB; vários vereadores; Chico Martucci, Assessor do Presidente da Assembléia Legislativa do Estado Deputado Fernando Capez; um “punhado” de amigos e amigas, funcionários e docentes da FMB; vários secretários do governo municipal – que, sempre é bom dizer nos acompanham em tudo o quê de bom propomos realizar – e muita gente da nossa sociedade, em meio à muita alegria, festejaram os dez anos de atividades das Casas de Apoio da FAMESP.                                                           

Comandado pelo bom menino Augusto Albano e com o suporte da unespiana Zoé Bosco, o cerimonial teve início de maneira magistral. Logo de “cara”, foi exibido aos presentes um lindo vídeo (brilhantemente esboçado pelo radialista classe "A", Osmar do Nascimento) com depoimentos emocionantes de figuras que vivenciaram tudo nesses dez anos de funcionamento das Casas. Desde os diretores da FAMESP (Professor Rugolo) e do HC (Professor Pasqual) da época, passando pelo “arquiteto” Silvio Geraldo “Dindo” dos Santos, grande responsável pela adequação das mesmas, pela Professora Sonia e pelas colegas Solange de Moraes (Assistente Social) e Sônia Augusto (Professora de dança) – evidentemente que, “nóis”, também aparecemos na “fita”, até porque, Deus me proporcionou a chance de  dar o “ponta pé de largada” para que essa maravilha se tornasse uma realidade – todos, indistintamente, abriram o coração enfatizando não só esta brilhante conquista, mas sua importância para centenas de pessoas que buscam recuperar a saúde no nosso HC.

Mais adiante as personalidades convidadas, uma a uma, deram os seus testemunhos. Como é gostoso ouvir cidadãos do bem emitirem a sua opinião sobre uma prestação de serviços à população que esbanja qualidades! Aplausos não faltaram a nenhum dos oradores, porém, a manifestação do Diretor da Faculdade de Medicina, Pasqual Barretti (que, inclusive recebeu os cumprimentos de outro orador integrante da mesa, o Prefeito João Cury que, também, num ato de grandeza “passou a bola” ao seu vice, Professor Caldas, para que falasse em nome da municipalidade) “chacoalhou” um pouquinho mais a atenção dos presentes. 

Não menos prazeroso foi ouvir as palavras do Parlamentar Miltinho Monti, um dos maiores parceiros do nosso Hospital e do Secretário do Governador Geraldo Alckmin, o também Deputado Federal Floriano Pesaro; aliás, na noite anterior esse expressivo homem público conseguiu “juntar” para uma reunião festiva, lá no lindo e aconchegante “Parque das Cascatas”, mais propriamente, na residência do casal de amigos, Paula e Doutor Guto Torres, um “montão” de convidados e, momentos antes desta “festança”, visitou e se encantou com o que viu na Casa que abriga mães de bebês que nasceram prematuros.  Ambos, com muita propriedade, enfatizaram a relevância desse serviço que vem sendo oferecido há dez anos aos pacientes, bem como aos seus acompanhantes. O ilustre “dono” do social do governo paulista – o meu mais novo amigo e parceiro, Floriano Pesaro – não só elogiou o nosso trabalho, como se colocou à disposição para nos ajudar com recursos do Governo do Estado. Glória!


Encerrando as festividades, ocorreu uma maiúscula apresentação de Dança do Ventre. As meninas pacientes do projeto “Mulher Feliz”, um programa atrelado as Casas de Apoio que busca, através da dança do ventre, elevar a auto-estima das mulheres que enfrentam o câncer de mama, deram um verdadeiro show. Foi lindo demais a exibição das “meninas”! Meus efusivos cumprimentos à Professora Sonia Regina Augusto e toda a sua equipe, pelo excelente desenvolvimento que esse “baita” programa de saúde vem tendo aqui no nosso Hospital das Clínicas.  Não tenho dúvida alguma que, num curtíssimo espaço de tempo, essa preciosidade voltada para o bem estar das mulheres será “mania nacional”. Aguardem!                                           

Enfim, essa marcante festança em comemoração aos 10 anos de atuação das Casas de Apoio, aconteceu de um jeito muitíssimo encantador e “pra” lá de fraterno. Pena que algumas ilustres figuras solidárias (convidadas para este evento) não puderam estar presentes, afinal, não podemos negar que o momento é totalmente impróprio, pois janeiro, tradicionalmente, sempre foi o mês dedicado às férias. Meu amigo Eder Trezza, Professor Emérito da FMB e “paizão” de tudo o quê se fala de humanização por aqui, por exemplo, não pôde estar presente, entretanto, em todas as “prosas” que escaparam ao longo da solenidade o seu nome foi a “bola da vez”. Parabéns, por tanto prestígio, Professor Eder Trezza. Outro que, infelizmente não estava em Botucatu foi o médico responsável pelo projeto “Mulher Feliz”, meu amigo Professor Doutor José Ricardo Paciência Rodrigues.

Como um dos idealizadores desse projeto maravilhoso, não posso, em momento algum, deixar de agradecer a Deus por, lá atrás, nos idos de 2005, na minha volta “pra” Botucatu, depois de um trabalho realizado na Reitoria da UNESP, a convite do eterno Reitor Professor José Carlos Souza Trindade, ter sido presenteado por ELE, com mais 10 anos de trabalho repleto de motivação. Obrigado meu Deus! 

Quero aproveitar este precioso momento para enviar um abraço muito especial a uma pessoa que é referência em tudo no quesito ABRAÇAR O PRÓXIMO: José Ricardo da Silva, meu estimado amigo Pancho, um dos maiores artilheiros que o futebol amador da cidade teve em todos os tempos. 

Essa figura especial, proprietária de uma das gráficas mais conceituadas da região, a IGRAL, exatamente no dia em que eu curtia as festividades do 10º aniversário do meu querido “lar”, além de deixar os seus cumprimentos, enviou-me um relato minucioso da sua história de vida. Caro amigo, tenha absoluta certeza de que um dia reservarei espaço, aqui nesta coluna, para mostrar em detalhes à cidade, toda sua bonita trajetória de vida. 

Rubens de Almeida – Alemão
alemao.famesp@gmail.com