BOTUCATU: EXEMPLO DE CIDADE QUE VENCEU O CRIME

Eis que na manhã do último dia 6 de março, domingo de carnaval – aliás, como costumeiramente faço antes de sair de casa – atentei para as informações contidas num jornal de alta circulação no país (O ESTADÃO) e, para a minha satisfação, vi estampado na página, C8 CIDADES, uma manchete que me deixou muitíssimo feliz: BOTUCATU VIRA EXEMPLO DE CIDADE QUE VENCEU O CRIME.

Falo isto porque, como botucatuense, tenho acompanhado, bem de pertinho, o esforço que algumas autoridades ligadas ? área de Segurança Pública do Município, muito especialmente, o Delegado Seccional, Doutor Antonio Soares da Costa Neto, o Comandante do 12º BPM I Tenente Coronel PM José Aparecido Siqueira, o Major PM Marcelo Amaral Oliveira e os Comandantes, Capitão PM José Semensati Junior (1ª Companhia do 12º BPM I) e Paulo Renato da Silva (Guarda Civil Municipal), com aval incondicional, do jovem Prefeito Municipal João Cury Neto, têm feito para juntar forças no combate ? criminalidade. Confesso que ainda não tinha visto um “congraçamento” entre os policiais civis e militares em prol da população dessa grandeza. Aí está o resultado.

“Nóis” botucatuenses, há muito tempo não víamos a nossa hospitaleira Botucatu ser manchete de qualquer veículo de comunicação do país; a última vez, em 2008, fomos “notícia global”. Na oportunidade, como bem disse o repórter José Maria Tomazela, autor dessa brilhante reportagem, alguns bandidos de alta periculosidade, ligados a uma facção criminosa, explodiram a sede da DISE.

De lá para cá, nenhum fato “grandioso” expôs na mídia nacional a nossa querida “CIDADE DOS BONS ARES E DAS BOAS ESCOLAS”. Nem mesmo as inúmeras campanhas filantrópicas encabeçadas por profissionais da imprensa local para ajudar flagelados de alguns estados brasileiros e até do povo Haitiano, “sensibilizou” os jornalistas de todo o Brasil. Com certeza os quase 130 mil habitantes desse hospitaleiro município que não para de crescer, estão orgulhosos, não só pelo bom desempenho dos policiais (civis e militares) e da Guarda Municipal, mas, principalmente, pela segurança que voltou a reinar entre nós.

Evidentemente que esse belo quadro esboçado, inclusive, com dados oficiais da Secretaria de Segurança Pública, não nos afasta dessa violência brutal que assola a maioria das cidades brasileiras; entretanto, acho que depois do fundamentado relato feito pelo Doutor “Marvadeza”, a respeito da maneira como as polícias trabalham: “… aqui, investigador não esquenta cadeira e o soldado não fica no quartel…”, e do Major Marcelo que, inclusive, reconheceu a importância da Guarda Municipal no trabalho da Polícia, a bandidagem vai pensar duas ou mais vezes para tentar “atuar” por aqui.

Como filho desta terrinha querida, da qual jamais espero me afastar, parabenizo todos os profissionais dessas valiosas corporações, desde o mais humilde, até o mais graduado policial, por toda essa eficiência e, mais ainda, por terem conseguido elevar o nome da nossa cidade, de um jeito bastante especial, para todos os cantos do nosso país.

Nessa mesma linha, imploro aos comandantes dessa AÇÃO CONJUNTA das forças do bem, que busquem encontrar caminhos visando fortalecer, cada vez mais, essa parceria vitoriosa e inédita em todo o Estado de São Paulo. Certamente se isso continuar ocorrendo, seremos, por muitos e muitos anos, uma cidade referência para se viver com segurança.

Com a mesma alegria que cumprimentei os policiais civis e militares e os integrantes da Guarda Municipal botucatuenses, abraço um dos expoentes do Ministério Público Estadual que também atua em nossa cidade: meu amigo Doutor Eduardo Daher Zacharias, digno Promotor de Justiça, uma das pessoas mais respeitadas em todo o Estado. Também de maneira carinhosa envio um “alô” especial a um integrante do famoso “Bando de Loucos” que, coincidentemente, é leitor dos meus “contos” semanais: o Corintianíssimo Sandro Cirino Castilho.

{n}Rubens de Almeida – Alemão
alemao.famesp@gmail.com {/n}