ASILO TRANSFORMA JANTAR BENEFICENTE EM EVENTO GRANDIOSO

O salão social da Associação Atlética Botucatuense foi palco, na noite da última sexta-feira (05/10) de uma grande festa beneficente em prol do Asilo Padre Euclides.

Tendo ? frente o ilustre e atuante presidente João Aguiar, um botucatuense herdeiro de uma das famílias mais tradicionais e respeitadas em nosso município, os componentes desta entidade que visa amparar e abrigar “velhinhos” (que, infelizmente ficaram “órfãos” dos seus filhos) deu um grande exemplo de solidariedade.

Um expressivo número de convidados tomou todas as dependências do aconchegante espaço social do “Clube da Estrela Solitária” (confesso que há muito não via tanta gente na nossa “associação”), numa noite abarrotada de alegria, muita descontração e magistralmente animada pelo excelente conjunto musical botucatuense, BANDA IMAGEM.

Muitos foram os lances positivos que resultaram no sucesso absoluto deste evento. A maneira como a diretoria do Asilo agregou pessoas voluntárias e montou um verdadeiro Buffet (da solidariedade) foi algo digno dos maiores elogios; e, mais, a recepção aos convidados, a competência e a dedicação do grande Claudinho – sem dúvida alguma, o mais consagrado “Mestre Cuca” da cidade – a generosidade dos dirigentes da “Veterana” que cederam gratuitamente o salão social do clube e, por fim, a brilhante participação dos funcionários e membros da diretoria do Asilo que, com a incansável colaboração de seus familiares que trabalharam voluntariamente, fizeram a diferença nesta festança inesquecível.

Como admirador incondicional de pessoas que pouco falam e muito fazem acontecer, demonstrando assim a bondade que carregam dentro de si, não tenho outra coisa a fazer senão parabenizar a todas as pessoas que se uniram com o propósito de transformar este simples jantar dançante num projeto grandioso de arrecadação de fundos destinados integralmente ? referida entidade.

Aliás, senti uma honra enorme em receber um abraço “pra” lá de carinhoso, de uma das figuras mais expressivas da nossa hospitaleira “cidade dos bons ares e das boas escolas”, também presente neste evento filantrópico, a senhora Branca Lúcia Neiva de Carvalho e Silva, a nossa queridíssima Dona Branquinha. Coisas de uma vida bem vivida!

Enfim, certamente, o resultado alcançado neste grande congraçamento, amenizará, por alguns meses, as dificuldades comuns a todas as entidades assistenciais que prezam por um atendimento capacitado.

Através do amigo João Aguiar, grande líder e comandante mor de um “time” que se propôs a administrar aquela entidade com muita lisura, felicito todos os integrantes da sua diretoria. Em nome do sempre simpático, sorridente e, acima de tudo, meu querido irmão, Cláudio Calori, cumprimento todos os voluntários que “doaram” um pouquinho da sua benevolência em favor do êxito desta “baita” empreitada do bem.

Parabéns a todos por tão nobre realização e por todo sucesso alcançado numa ação que visava, unicamente, angariar recursos para o bom “caminhar” de uma entidade diferenciada na nossa sociedade.

Aproveito toda essa beleza, que, inclusive, ofertou-me inspiração suficiente para enviar um abraço caloroso ao mais novo integrante da minha preciosa galeria de amigos: Marcelo Luiz Fogaça de Almeida. Esse moço, com uma atitude admirável conseguiu “balançar” a minha sólida estrutura de vida.

Perto das 10 horas da manhã, do último domingo (07/10), este moço (que vindo da vizinha Cerqueira Cezar, “estᔠbotucatuense há pouco mais de vinte anos) teve a infelicidade de lesar o meu carro que estava estacionado próximo ao Cine Nelli. Isso só seria mais uma fatalidade no trânsito não fosse pelo fato deste rapaz permanecer ali até eu retornar ? quele local (o que durou pouco mais de duas horas) para se justificar, pedir desculpas pela falha cometida e assumir o compromisso de arcar com as despesas de conserto.

Dá para acreditar que cordialidade deste nível ainda acontece num mundo repleto de maldades, onde cresce a cada dia o número de gente folgada e mal intencionada?

Querido amigo, a vida é, realmente, um eterno aprendizado. Por várias horas fiquei me questionando: será que eu, com toda essa ânsia que tenho de viver para o bem, teria tido essa mesma postura?

ÊTA VIDINHA DANADA! Mais uma vez, ELE, o nosso PAI, mostrou-me o lado bom da vida e como é gratificante ser correto nesta vida passageira.

Como não lembrar que hoje, dia 12 de outubro, é o dia em que “nóis” brasileiros comemoramos, entre outras coisas, o DIA DAS CRIANÇAS e também o dia da nossa Padroeira, NOSSA SENHORA APARECIDA. Com certeza, na semana que vem, reservarei inspiração para “falar” dessas duas preciosidades.

{n}Rubens de Almeida – Alemão
alemao.famesp@gmail.com