“NOSSA SENHORA, ME DÊ A MÃO, CUIDA DO MEU CORAÇÃO”…

Prezado leitor, há longos quatorze anos, nos dias que antecedem as comemorações ao dia de NOSSA SENHORA APARECIDA costumo prestar minha homenagem à nossa Protetora e, ao mesmo tempo, levar uma mensagem de otimismo através do trecho de uma linda canção (Nossa Senhora), maravilhosamente bem interpretada pelo Rei Roberto Carlos, que constitui uma fervorosa prece e demonstra o quanto ELA representa para “nóis” brasileiros: “… NOSSA SENHORA, ME DÊ A MÃO, CUIDA DO MEU CORAÇÃO…”.

Neste ano, nada diferente, assim inauguro a primeira linha deste artigo. E também partilho minha opinião visando clarear o meu “pensar” sobre o que vem ocorrendo neste país de difícil entendimento (em tudo), e, mais ainda, acho que o momento é mais do que propício para pedirmos a ajuda e a proteção da padroeira do Brasil. Nossa Senhora nos dê Sua Mão, o povo brasileiro precisa (e muito) do Seu Abraço, de um cuidado especial.

Graças a Deus, durante todo o transcorrer deste ano que já está caminhando para o seu final, nenhuma tragédia de maior proporção aconteceu à nossa gente, no entanto, estamos mergulhados numa CRISE sem dimensões. Estamos expostos a todo tipo de dificuldades (desemprego; descasos dos mais variados; inflação e seu fatídico retorno; escândalos de todos os tipos, a começar pelo desvio de dinheiro público, entre tantas outras aberrações) e o pior: um desgoverno estúpido que utiliza de meios absurdos para “apagar a fogueira” que ele mesmo acendeu. Lamentavelmente o Brasil depara-se com uma CRISE IMORAL, de escassez de caráter, de falta de sensibilidade humana e de falta de respeito dos governantes com a sua gente. Com certeza, estamos enfrentando a FALÊNCIA mais “sem vergonha” já ocorrida desde o descobrimento do Brasil.

Nesta mesma data (12 de outubro) também celebramos outra marcante data, e, em meio à muitos brinquedos, pipoca, algodão doce, refrigerante e tantas outras guloseimas oferecidas à molecada nos mais variados cantos da terrinha festejaremos o Dia das Crianças. Que legal! É bom demais curtir num único dia, duas comemorações tão relevantes.

Aliás, tenho dois pensamentos que não conseguem dar sossego à minha mente, além do que, ambos têm muito a ver com este meu desabafo. O primeiro (que não abro mão) é que além DELE, o Dono do Universo, na minha visão cristã, somente ELA, a nossa Padroeira, conseguirá nos dar diretrizes para que o fim dessa palhaçada (as tais CRISES) ocorra o mais rapidamente possível.

Já o outro que, posso dizer, sem medo de errar, e que, coincidentemente, tem muita gente grossa do Congresso Nacional contrária, diz respeito ao futuro do país. Minha gente, já passou da hora de acordarmos; este nosso Brasil só voltará a ser uma NAÇÃO respeitada, o dia que resolvermos investir na força da nossa juventude.

Por falar em Dia das Crianças, mais uma vez, estarei ao lado dos meus companheiros de grupo para abraçar e alegrar toda a gurizada do sofrido Distrito de Vitoriana e do Porto Said, na manhã da próxima segunda-feira. Vai rolar festa das grandes por lá, no período da manhã inteirinho.

Envio o meu fraternal abraço desta semana a todo o pessoal do McDonald’s de Botucatu. Na segunda-feira que passou uma grande caravana desta conceituada franquia aqui da terrinha (Valdir Junior, Renata, Ana Paula, Larissa, Vitor, Suellen, Adilan e Willian) capitaneada pelo amigo Douglas de Almeida, visitou as Casas de Apoio da FAMESP e levou na bagagem mais de seiscentas peças de roupas, oriundas de uma campanha realizada entre os seus funcionários. Foi lindo demais! Apenas sentimos falta do amigo Paulinho Nogueira.

Também com muito carinho, através do meu eterno representante dentro da Unesp, Antonio Roberto Mauad, o Toni Turquinho e do respeitável leitor dos meus “contos” semanais, um “botucudo” que reside na Capital Paulista, Murilo Rodrigues Alves, abraço todas as trinta e uma pessoas (funcionários, docentes e alguns alunos, filhos de amigos especiais) que me proporcionaram um contentamento enorme ao elogiar o texto que fiz em homenagem ao Campus Universitário do Lageado. “Eita” vidinha abençoada!

Parabéns pelo Dia das Crianças, gurizada do país inteiro. À nossa Padroeira do Brasil, a minha fé e, outra vez, faço o pedido: Dê-nos a Mão, cuida dos nossos corações e da nossa vida!

 

Rubens de Almeida – Alemão

alemao.famesp@gmail.com