“CRIANÇA FELIZ QUE VIVE A CANTAR…”

Parabéns gurizada de todo o Brasil. Na segunda-feira que passou, fui mais um dentre os inúmeros brasileiros, por este Brasil afora, a se empenhar, de maneira bastante afetuosa, para homenagear essa preciosidade denominada CRIANÇA e festejei, em meio a “pula-pula”, cachorro quente, sorvete, bolo, pipoca, algodão doce, brinquedo, enfim, tudo aquilo que a molecada gosta, o Dia das Crianças. Eu e meus colegas do Grupo de Amigos Voluntários, passamos todo o feriado relembrando um tempo que, infelizmente, não volta mais, cantando: “… CRIANÇA FELIZ QUE VIVE A CANTAR, ALEGRE A EMBALAR, SEU SONHO INFANTIL, AO MEU BOM JESUS, QUE A TODOS CONDUZ, OLHAI AS CRIANÇAS DO NOSSO BRASIL…”. Tempos idos, porém, jamais esquecidos!

Foi maravilhoso! Estive, junto dos voluntários (Wagner “Wawá” Rodrigues, Ondina Cotrin, Andiara Ferrari, Angélica Dias Batista, Tainá Corse, Elizângela Zacarias, Elaine Perger, Maria Inês Leonel, Ariane Ferrari, Eleonice de Oliveira, Gigi de Oliveira, Josy de Oliveira, Conceição Domingues, Nena, Cristiane, Nega, Jéssica, Stefany e Pámela) focado em alegrar as pouco mais de duzentas e cinquenta crianças do sofrido Distrito de Vitoriana.

Exatamente como ocorreu no ano passado, a meninada de Vitoriana, bem como as que “residem” no Porto Sayd, “sacudiram a poeira” o dia todinho. Foi uma festança de arromba. Aliás, dá pra imaginar uma concentração desse número de crianças num único lugar comendo, bebendo e brincando por mais de três horas? Foi isso que aconteceu na moradia da amiga Ondina Silvia Cotrin. Só quem participou (os colegas organizadores) é que tem condições de fazer uma avaliação do “estrago” proporcionado pela criançada.

Meus amigos, nada de estrago e muito menos de qualquer tipo de dissabor, ao contrário, durante todo o transcorrer desse grande “encontro” de crianças carentes – cujo único objetivo foi proporcionar contentamento àquela meninada, que talvez nem fossem almoçar naquele dia, tamanha dificuldade de sobrevivência familiar que enfrentam – só rolou felicidade, muita descontração e, o mais importante, uma satisfação pessoal, claramente estampada no semblante daqueles que trabalharam para que esta festa ocorresse da melhor forma possível. Mais uma vez a iniciativa foi majestosa.

Como não mostrar a outra parte importante projetada pelos organizadores desse já tradicional evento infantil? Acredite caro leitor, ao final da festança muitos presentes especiais, entre os quais, duas bicicletas – por sinal, ambas doadas por empresários, comerciantes e parceiros das nossas ações solidárias – foram sorteadas entre a gurizada (que já tinham sido presenteados com uma pequena lembrancinha). Que maravilha ver, por exemplo, os garotos que foram contemplados com uma bicicleta. Simplesmente indescritível!

Parabéns, meus irmãos! Vocês, em mais uma oportunidade, cumpriram uma missão de cidadania! Todos “nóis”, brasileiros, temos o dever de dispensar uma atenção especial às nossas crianças, principalmente às mais carentes, e o que foi feito nesses dois “cantinhos” aqui da terrinha tem de ser aplaudido. Vocês “arrebentaram”!

Que venha a festa do Natal. Nesta, certamente a grandiosidade do evento será ainda maior, até porque, o espírito natalino tem uma energia radiante que contagia a todos, isso sem falar no tão sonhado “PAPAI NOEL” que é a maior esperança de toda criança.

Em clima de “criança feliz que vive a cantar” abraço carinhosamente quatro ilustres leitores dos meus “causos” semanais, meus amigos Professor Simone Chiacchio, o grande mestre da Veterinária Brasileira, Paulinho Roberto Lozano e os dois mais assíduos frequentadores do charmoso “Recanto Caipira”, Airton Amâncio Cruz e Mauro Herbst, meu padrinho no Rotary Clube de Botucatu.

Também, de maneira bastante afetuosa, abraço todos os integrantes de uma comunidade que, lamentavelmente, não é reconhecida pelos nossos governantes, mas que fazem a diferença em tudo neste país norteado por picaretas da pior espécie: os nossos PROFESSORES.

Ontem, 15 de outubro, o Brasil inteiro festejou o DIA DO PROFESSOR. Parabéns, queridos mestres, formadores de Médicos, Engenheiros, Agrônomos, Veterinários, Advogados, Juízes, Promotores, Arquitetos, Jornalistas, bons políticos, enfim, cidadãos e profissionais de todas as categorias.

 

Rubens de Almeida – Alemão

alemao.famesp@gmail.com