“… SÓ É ATROPELADO QUEM ESTÁ NA FRENTE…”

Ouvi essa “baita” afirmação durante a sessão extraordinária que serviu para marcar o início das atividades da “Casa de Leis” mais “robusta” do país (a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), ocorrida na tarde da última segunda feira. A explanação partiu de um manifestante (confesso, que não me lembro do nome do digno parlamentar porque foram muitos os que se solidarizaram com o mestre Capez, em decorrência de uma “barbárie” cometida injustamente contra ele: acusações levianas, vindas de bandidos para os quais a justiça insiste em não “pousar as mãos”), que usou a tribuna tão somente para parabenizá-lo pela sua atuação como comandante dos 94 deputados ao longo de 2015 e hipotecar sua parceria ao ilustre Presidente contra essa estupidez que visa, unicamente, denegrir o seu nome, projetada por crápulas que, na maioria das vezes são respaldados por indivíduos ainda mais estúpidos, “militantes” da política nacional.

Sinto-me muito mal de ser brasileiro no momento em que a mídia (lamento profundamente por chegar a pensar assim em relação à imprensa, pois tenho a convicção de que isso não inclui todos os jornalistas) permite tanto espaço e cartaz para essas manobras repudiáveis, “arquitetados” por bandidos da pior espécie, que se apresentam como partidários; sobretudo quando imagino o que se passa nos “bastidores” e me deparo com acusações inconsideradas envolvendo o nome de um cidadão com o caráter do Deputado Fernando Capez, um homem público honrado que se atreveu entrar na política, simplesmente, pelo bem da nossa gente e que, na última eleição (acredite!) teve apoio de mais de trezentos e vinte mil paulistanos na sua reeleição.

Gente, como pode um Professor de DIREITO PENAL, ressalte-se: referência NACIONAL em DIREITO PENAL; reeleito Deputado Estadual com a maior votação do Estado; candidato vitorioso que foi na eleição para a Presidência da Assembléia Legislativa, tendo 92 votos dentre os 94 Deputados componentes da Casa; homem público honrado que, por onde passa (todas as cidades do Estado), recebe o carinho de milhares de cidadãos do bem, de profissionais do mais alto nível, muito especialmente, seus ex-alunos – por sinal, advogados renomados e bastante conceituados; Promotores de Justiça, que se espelharam no seu vitorioso modelo de construir sua trajetória de sucesso e obstinação e de aplicar as leis; Juizes de Direito diferenciados como, por exemplo, o Doutor Sérgio Moro, que está à frente do processo que “tá lavando” toda essa sujeira monstruosa, praticada por integrantes de um “grupelho político” (aliás, têm muitos deles usando “tornozeleiras eletrônicas” nas suas horas de “folga”) e, finalmente, como pode um JURISCONSULTO do mais alto nível FICAR EXPOSTO, de maneira injusta, a essa roubalheira nojenta “bolada” por políticos safados e ordinários?

Conheço um “exemplar” aqui da terrinha, famoso demais para o gosto de muita gente, que numa “Campanha do Cobertor”, realizada por “nóis” na Rádio Clube FM, juntamente com as outras três emissoras de rádio e os dois jornais da cidade, “apareceu na fita” usando o programa por vários minutos para tão somente fazer o seu “merchan” e sequer pagou pela dita doação. Esse “bando” de cafajestes não têm a noção da importância do valor da história que um cidadão do bem construiu com o seu trabalho, a sua dedicação (esquecendo até que tem família) e, principalmente, com a dignidade que o seu berço lhe ofertou.

Que pena! Que Brasil miserável! Não chega a estúpida injustiça social que assola muitos dos nossos irmãos, enganados por um governo SEM COMANDO, totalmente voltado para a valorização de todo tipo de facilidade para o exercício da CORRUPÇÃO (com a palavra os membros do Supremo Federal), agora, somos forçados a nos deparar com quadros deprimentes como este. É o fim da picada! Não devemos e não podemos ficar calados diante dessas situações que misturam o “joio e o trigo”. Olho nesses bandidos povo botucatuense!

Querido Promotor de Justiça do maior Estado da Federação; digno Presidente da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo; renomado Professor de DIREITO de muitos alunos pós-graduandos de Botucatu e de todo o país, do curso de Direito (inclusive dos meus filhos) e meu amigo inseparável, Doutor Fernando Capez, este humilde cidadão, colunista de um dos maiores Informativos Diários interioranos (o nosso “DIÁRIO DA SERRA”), um veículo de comunicação que, desde a sua primeira edição, sempre prezou pela VERDADE e do Jornal Eletrônico ACONTECE BOTUCATU, ficou triste com o semblante que Vossa Excelência demonstrou no nosso último encontro, na segunda-feira que passou lá no plenário da Assembléia Legislativa, durante a marcante “Prestação de Contas” do Governo do Estado e, envergonhado com essas artimanhas nojentas, praticadas por bandidos, travestidos de políticos, que insistem em tentar transformar um SER cujos princípios estão todos voltados a Deus, num desses crápulas que, como eles, fazem parte dessa maldita “panela” da DESLEALDADE, da falta de CARATER e da CORRUPÇÂO.

Caro Doutor Capez, o nobre Deputado (“dono” dos dizeres que utilizei como título deste meu desabafo) tem razão com tudo o que disse no seu discurso. De fato, SÓ É ATROPELADO QUEM ESTÁ NA FRENTE! Alguns “integrantes” dessa política imunda (opositores oportunistas), já perceberam o quanto Vossa Excelência cresceu nesses poucos anos de trabalho como Deputado Estadual. Façam o que quiserem; o Governo do Estado de São Paulo já tem um nome certo para a sucessão do Governador Geraldo Alckmin: Deputado Fernando Capez. Essa é a realidade! 

Nossa! Que alegria! Há tempos, procuro oportunidades para abraçar uma pessoa especial que também “faz a diferença” neste mundinho medíocre, onde as pessoas sequer lembram-se DELE, o nosso PAI.

Nada como um “conto” desses para abraçar um “botucudo” ilustre, um amigo especial que Deus colocou no meu trilhar e que, para minha satisfação, é leitor assíduo dos meus “causos” semanais: Doutor Eduardo José Daher Zacharias, um PROMOTOR DE JUSTIÇA que, há longos anos, coloca ”ordem na casa” aqui na nossa hospitaleira e solidária “CIDADE DOS BONS ARES E DAS BOAS ESCOLAS”.

Também com muito carinho abraço outro expoente da minha preciosa galeria de amigos com quem, prazerosamente, estive no gabinete do Doutor Capez, segunda-feira que passou, discutindo alguns problemas do nosso Hospital das Clínicas, da FAMESP e da Faculdade de Medicina, Professor Pasqual Barretti, Diretor da nossa eterna “faculdade”, hoje FMB.

Se Deus quiser, na semana que vem trarei todos os detalhes dos maravilhosos bailes carnavalescos realizados nos “Dragões da Vila” e o nosso conceituado BTC – Botucatu Tênis Clube. Aguardem!

 

Rubens de Almeida – Alemão

alemao.famesp@gmail.com