“… NOSSA SENHORA ME DÊ A MÃO, CUIDA DO MEU CORAÇÃO…”.

Mais uma vez, os dizeres de uma das músicas mais bonitas (NOSSA SENHORA) que o Rei Roberto Carlos canta em todas as suas apresentações, por este Brasil afora: “… Nossa Senhora me dê a mão, cuida do meu coração…”, veio ? nossa mente de um jeito bastante especial, mesmo porque, no dia 12 de outubro, comemoramos o Dia da Padroeira do Brasil.

Esse verdadeiro hino que presta uma maravilhosa homenagem ? Nossa Protetora, Nossa Senhora Aparecida, com certeza, naquela data, foi cantado em todos os cantos deste país injusto socialmente, porém, formado por pessoas, que em momento algum, deixam de acreditar na religiosidade.

Naquele dia também festejamos o Dia das Crianças e “nóis”, ao lado de todo o pessoal do Projeto “CRIANÇA FELIZ”, estivemos fazendo muitas “artes” com a gurizada lá do sofrido Distrito de Vitoriana e obviamente, fizemos de tudo para que essa tão importante data para as crianças fosse vivida com muita intensidade.

Mais uma vez, oferecemos muita pipoca, cachorro quente, algodão doce, muito sorvete, refrigerantes, um “montão de brinquedos e, o mais importante, bastante carinho a todas as crianças daquela localidade; quando o relógio apontou meio dia, exatamente como sempre fazemos, há anos, interrompemos a festança e, de mãos dadas, cantamos, como forma de homenagear a Nossa Padroeira essa bela e encantadora canção do Rei Roberto Carlos.

Como a fila continua andando, eis que, novamente tivemos a oportunidade, numa ocasião “pra” lá de especial, de abraçar as crianças (aliás, uma mais bonita do que a outra) daquele lugarejo e também agradecer ? Nossa Protetora por tudo aquilo de bom que Ela tem nos proporcionado. Afinal, quem de nós um dia, num momento desesperador, daqueles em que tudo parece vir abaixo, não se ajoelhou e pediu ajuda ? Nossa Querida Aparecida?
Não tenho dúvida nenhuma de que outro dia inesquecível marcou positivamente o coração de todos os integrantes desse “time” de voluntários que, há mais de uma década, ao mesmo tempo em que se curva ao lindo olhar e ao mais puro sorriso de uma criança, implora a Ela que continue a nos dar força na trajetória desta nossa estada por este mundo incerto e passageiro.

Salve, salve a Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida. Com a ajuda Dela, fizemos a alegria de toda a meninada (perto de 500 crianças) da nossa querida Vitoriana. Certamente, conseguimos pagar um pouco, um pouquinho só, de uma dívida assustadora que temos com Deus.

Rubens de Almeida – Alemão
alemao.famesp@gmail.com