Internet, em muitos casos, é uma faca de dois gumes

Eu já me manifestei sobre esse assunto, mas nunca é demais rememorar, pois hoje a internet faz parte do dia do brasileiro e, com certeza, é o melhor veículo de comunicação que o ser humano já inventou. Com ela, você assiste vídeos, manda e recebe e-mails, conversa, faz compras, estuda, expõe suas opiniões sobre os mais variados temas, passa mensagens de paz e otimismo, busca novas amizades, revê amigos antigos, presta serviço de utilidade pública, etc.

Em alguns casos, porém, essa tecnologia vem sendo usada de maneira irracional e traz consequências inimagináveis, com notícias e fatos inverídicos. Um dos casos recentes que gerou repercussão internacional foi a dona de casa Fabiane Maria de Jesus, de 31 anos, linchada em Guarujá, confundida com uma suposta sequestradora de crianças, após um retrato falado ser publicado em redes sociais.

A propósito: é impressionante o que tem de gente falsa de diferentes classes sociais zanzando nas redes sociais. Pelo facebook se comunicam com frases e palavras de efeito, pregando a paz, harmonia e otimismo. Porém, na vida real com os dedos longe do teclado do computador, mostram a realidade de como realmente são: frustradas, mentirosas e mesquinhas.

O pior de tudo é que, infelizmente, há quem use a internet como uma arma, de maneira irresponsável e criminosa, criando fake (falso em inglês), termo usado para denominar contas ou perfis usados na internet para ocultar a identidade real de um usuário, só por diversão, para conhecer novas pessoas sem se expor, para homenagear seus ídolos, etc.

Por isso, é necessário muita cautela com relação a amigos do facebook. Você, meu querido leitor, realmente, conhece todas as pessoas que fazem parte de sua lista de amigos? Se tiver dúvida de alguém procure saber quem ele é.   Geralmente o perfil fake não apresenta foto da pessoa e usa as mais diferentes imagens.

Agora o agravante é que existe gente que cria o fake com o intuito de manchar a imagem de quem considera desafeto. Escreve à sombra do anonimato, coisas que não tem coragem de dizer olho no olho. Esse tipo de gente sem escrúpulos, na impossibilidade ou incapacidade de defender suas ideias, denigre a imagem alheia com mensagens apócrifas. Gente baixa, gente escrota e tão covarde e insegura de suas convicções que precisa se esconder atrás dessa sórdida e execrável estratégia.

E, geralmente, uma pessoa com esse perfil criminoso não se contenta em manusear apenas um fake. Cria vários com nomes, codinomes e sobrenomes diferentes. Chega ao disparate de “conversar” com ele próprio.   Por isso, fique atento com as armadilhas da internet e não durma com um inimigo fake no seu computador. Cuidado! Essa gente que na sua frente oferece uma rosa, por trás, na sombra do anonimato, pode estar lhe cravando um espinho nas costas.