Brincadeira de humorista contra bispo é execrável

Eu não ia tocar nesse assunto, para não dar moral a um desclassificado babaca e intolerante. Mas como o caso ganhou repercussão nas redes sociais não posso deixar de aflorar meu repúdio e desagravo com o imbecil que se intitula humorista chamado Diogo Portugal. Não há palavras para descrever sua infelicidade ao fazer uma brincadeira de muito mau gosto com o Arcebispo de Botucatu, Dom Maurício Grotto de Camargo.

Esse “comediante” estava participando de uma homenagem que o programa Luciana By Nigth, apresentado por Luciana Gimenez na Rede TV, prestava ao carismático cantor Jair Rodrigues, em razão de sua jovialidade aos 75 anos de idade e 55 de carreira e ainda continua fazendo shows por todo território nacional. Um verdadeiro artista na concepção da palavra.

Eis, então, que o inconsequente do Portugal entrou na conversa para contar a piada de um cidadão de idade avançada e cheio de saúde e vitalidade que fazia uma consulta médica e revelou que mantinha relação sexual uma ou duas vezes ao mês:

– Pra você, isso realmente é pouco, disse o médico.

Responde o paciente:

– Pouco para o senhor que é médico. Eu sou bispo de Botucatu.

Claro que a infeliz piada gerou um constrangimento geral no programa. Depois o babaca tentou se justificar nas redes sociais realçando que havia feito “apenas” uma brincadeira, sem intenção de ofender ninguém. Mas ofendeu sim a todos nós botucatuenses e a igreja católica como um todo.

A piada que Portugal fez no Programa Luciana By Nigth foi pior ou igual a do Rafinha Bastos, quando era apresentador do Programa CQG e comentava sobre os atributos físicos da cantora Wanessa Camargo que, na ocasião, estava grávida:

– Comeria ela e o bebê, disse ele.

Por causa disso Rafinha foi expulso do CQC e terá que pagar uma indenização ? cantora. O mesmo deveria acontecer com Portugal no Luciana By Nigth. E a pensar que esse cidadão foi bem recebido em Botucatu quando fez um show de stand-up no Teatro Municipal. Espero que volte aqui um dia…

Já vivemos a fase negra da ditadura, onde tudo que era escrito nos jornais ou passado nos programas de TVs precisava passar por uma prévia censura. Fase horrível de opressão! Pena que não pode ser apagada da história. Agora abusar da liberdade de expressão fazendo piadas ofensivas ao moral das pessoas idôneas não é nada salutar e não acrescenta nada ? democracia, tão duramente conquistada.

Isso também vale para aquelas pessoas que se escondem atrás do anonimato, para destilar calúnias, injúrias e difamações contra pessoas que consideram desafetas. Não têm coragem de falar olho no olho e usam codinomes em redes sociais. Canalhas! Desclassificados! Alisam seu peito e chicoteiam suas costas. Esse tipo de gente covarde deveria mesmo é ser execrada!