Desafio do bem comum

 

Como é interessante percebermos a força que atravessa as gerações e possui a capacidade de agregar tantas pessoas independente da faixa etária de cada uma. A necessidade de fazer o bem e a satisfação do bem comum, realidade que envolve, apesar do cansaço, a gratuidade em se lançar para fazer algo que não esteja vinculado apenas em nosso próprio mundo pessoal.

Diversidade, pontos de vista diferentes, bagagem cultural plena de particularidades pessoais, que poderiam se tornar obstáculo para uma convivência sadia, porém quanto a individualidade abre mão para o bem comum, quando o cansaço pessoal encontra seu descanso no doar o próprio tempo, aquilo que poderia ser conflito se torna comunhão.

bem comumNão existe idade para mover a própria saída de seus pequenos “umbigos” para encontrar a beleza maior que é estar junto, alargar horizontes e tomar consciência que é possível construir ao invés de competir, pois no momento que se une as forças, o que parecia impossível começa a ganhar a possibilidade de se tornar real. A força de uma comunidade não se mede apenas pelo objetivo alcançada, mas sim pelo esforço da unidade em superar cada desafio. Nesta superação, nesta busca quem ganha também é o indivíduo, pois aprende a conquistar em Equipe, aprende a conhecer seus próprios limites e descobre a maneira de enfrenta-los e supera-los, certamente não se acovardará diante de suas dificuldades, mas vai fazer de tudo para ir além da dor.

Por isso temos a certeza que juntos podemos muito mais, ninguém é criado para viver isoladamente, não existe crescimento vivendo apenas dentro de nós mesmos, é preciso ir ao encontro, deixar-se encontrar e permitir que o bem comum esteja acima dos pequenos interesses.