Preparação física individualizada

Quando falamos em preparação física, seja ela para uma equipe, um atleta, uma criança ou um idoso , o tipo de prescrição de exercícios deve ser sempre individualizado.

Como Dantas (1998) cita em seu livro existem diversos princípios para preparar fisicamente um indivíduo.

Os principais são:

  • Individualidade biológica:
    Esse princípio diz que nenhuma pessoa é igual a outra e que mesmo que tenha o mesmo sexo, idade, altura, peso,entre outras características semelhantes, o tipo de resposta que essas pessoas terão após um esforço físico poderá ser diferente.
  • Princípio da adaptação

Esse princípio nos mostra que após um estresse causado pelo exercício, nosso corpo no tempo de descanso irá se recuperar e se adaptar para receber um novo estresse.

  • Princípio da sobrecarga

Como no princípio anterior, após um estímulo o nosso corpo tende a se adaptar. Caso a intensidade ou volume de treino não aumente o nosso corpo irá apenas se recuperar não havendo evolução do aluno. Por isso deve-se aos poucos ir aumentando a carga para que o corpo esteja preparado para uma carga mais forte posteriormente.

  • Princípio da interdependência volume-intensidade

Esse princípio também tem ligação com o princípio anterior. Quando falamos em sobrecarga devemos pensar em intensidade e volume. A intensidade podemos entender como “peso” caso seja um treino de musculação, “velocidade” caso seja um treino de corrida, etc. Já o volume estamos falando de “tempo”.

Quando pensamos na preparação física devemos pensar nessas duas variáveis, onde uma é contrária a outra, ou seja, quando um treino é intenso, a tendência do aluno é que ele entre em exaustão rapidamente. Já o treino de alto volume é aquele treino longo, com pouca intensidade, para que o aluno aguente até o fim.

Colocando isso em prática podemos citar um exemplo no treino de corrida. Um treino intenso seria dar tiros de 100 metros na velocidade máxima com pouco tempo de intervalo entre os tiros. Já o treino de alto volume seria correr 5 quilômetros em uma velocidade moderada, sem intervalo.

  • Princípio da especificidade

Segundo Dantas (1998) devemos realizar uma preparação física de acordo com a modalidade esportiva que o seu atleta pratique, ou seja, se ele é um jogador de futebol não podemos colocar ele para nadar, pois não tem relação com seu esporte. Devemos sim trabalhar mais corrida, agilidade, potência, que são características do futebol.

Após pensar em todos esses princípios devemos pensar nas fases de treinamento. Essas fases podemos ser divididas em ciclos, podendo ser macrociclo,mesociclo e microciclo. O macrociclo seria o planejamento de um semestre ou até mesmo no ano todo. O mesociclo seria dentro do macrociclo a divisão do treino durante o mês. O microciclo seria dentro do mesociclo a divisão dos treinos durante a semana.

Depois de todo esse planejamento preparamos as aulas que iremos dar para cada indivíduo. Essas aulas envolvem diversas capacidades físicas como força, flexibilidade,velocidade,agilidade,potência,resistência e coordenação.

Para cada uma dessas capacidades utilizamos um tipo de treino, mas a base de todo treino que utilizamos aqui no Espaço ELO é o treino funcional que abordam todas essas capacidades.

Você que deseja ter uma preparação física individualizada, venha conhecer nosso método de treino.

Guilherme Luiz Prodócimo

Treinador Esportivo do Espaço ELO

 

Referência:

Dantas, E.H. A Prática da preparação física. 4ª Ed. Rio de Janeiro.1998.