MÉTODO PILATES EM CASOS DE HÉRNIA DE DISCO

Segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), cerca de 90% da população sofre, sofreu ou sofrerá de problemas da coluna, sendo que  90% dos casos de dores são causadas por hérnia de disco. Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostram que 5,4 milhões de brasileiros sofrem de hérnia discal.

Devido aos sérios riscos desta patologia, a estabilização da coluna vertebral é um potente auxiliar na prevenção e alívio de dor para os portadores de hérnia de disco. A dor é um sinal de alerta do seu corpo, mostrando que algo está errado, e contrariando o que muitos dizem, sentir dor não é normal.

Nesse sentido, o Método Pilates tem sido apontado como boa alternativa para prevenção e tratamento de hérnias de disco (LOPES et al. 2012), e tem sido muito procurado por se mostrar bastante eficaz, tanto a curto como a longo prazo. Estudos comprovam que o Método Pilates apresenta alterações positivas na flexibilidade, proporcionando redução dos níveis de dor, melhora postural e dos sintomas do paciente, evitando o retorno das dores.

O método Pilates consiste em uma filosofia de treinamento resistido que, através dos seus princípios, exercícios e aparelhos, condicionam e reabilitam, relacionando corpo e mente. Este método trabalha o corpo como um todo, corrigindo e realinhando a postura, através de exercícios de fortalecimento muscular e flexibilidade, devolvendo a estabilidade corporal necessária para uma vida mais saudável.

É muito importante realizar uma avaliação postural completa para identificar quais as necessidades de cada individuo e planejar as aulas de modo específico para cada caso. Deste modo pode-se conseguir os objetivos com mais eficiência e notar as melhoras do aluno.