Saída de Emergência

“..Tenta achar que não é assim tão mal

Exercita a paciência

Guarda os pulsos pro final

Saída de emergência…"

Pulsos – Pitty

Saída de emergência é o conjunto de acessos, portas, escadas, rampas, degraus, corrimãos, guardas – corpo, com dimensionamento especifico para proporcionar a evacuação rápida das pessoas que estão na edificação , para um local seguro. A composição dos materiais utilizados na construção das saídas deve ser incombustível, ou, retardar a ação do calor e emissão de fumaça através de tintas e vernizes próprios.

O dimensionamento das larguras deve ser feito levando-se  em consideração a capacidade máxima de pessoas na edificação , que será sempre calculada pela área quadrada construída. A aplicação perfeita desses parâmetros possibilita um dimensionamento com real capacidade de prevenção e  sensação de segurança.

O conjunto das medidas propostas acima é chamada de  “Planta de Segurança Humana “ pela NFPA , é a forma mais importante de visualizar e documentar a lotação , o fluxo dos ocupantes, a capacidade de saída e outros pormenores das edificações ocupadas.

Por ultimo e não menos importante esta o tempo de escoamento que as saídas tem capacidade de proporcionar, sendo a mais rápida em planos retos e nivelados de 100 pessoas por minuto, e escadas e rampas, tem capacidade que variam de 50 a 75 pessoas por minutos com distancias máximas de percurso que variam de 25 a 45 metros.

Importante lembrar que o perfil da população e fator determinante para a precisão  das saídas de emergências, como por exemplo; o perfil da população de um escritório é diferente de uma igreja, que é diferente de uma boate.

Então , para ilustrar :  Escritório necessita de saídas dimensionadas de foram mais básica, uma igreja precisa dimensionar pensando numa aglomeração que desconhece as saídas, e uma boate deve ser dimensionada pensando-se no comportamento humano nesse local (desconhecimento das saídas, consumo de bebidas, som alto, escuridão, etc).

Está  bom não ? Semana que vem falaremos sobre acidentes domésticos. Abraços a todos.

Da Silva

drincendio@drincedio.com