Você é o comandante do barco?

Um amigo meu tem um veleiro e de vez em quando me convida para navegar. Eu fico observando a forma de ele conduzir o barco e como utiliza os instrumentos.

Ele usa todos os recursos: a posição do sol, das estrelas, a bússola e também o GPS, que utiliza satélites para determinar a localização com mais precisão. Todos os recursos são importantes, mas por si só não garantem que o veleiro chegue ao destino que escolhemos.

A primeira coisa que ele faz é traçar a carta de navegação e determinar um ponto de chegada. Se no caminho ocorrerem tempestades, ventos fortes ou pane nos instrumentos vai ser a capacidade e o conhecimento dele, como comandante do barco, que vão determinar o sucesso do passeio.

Os ventos podem ajudá-lo a sair da tempestade. E ele deverá saber proteger a si mesmo e ao veleiro e, ainda, saber como usar as manifestações da natureza a seu favor para poder manter a viagem.

Fazendo uma analogia com a nossa vida, a gente assemelha muito ao comandante do barco. A primeira tarefa nossa, deve ser traçar os objetivos a serem alcançados. Ai sim utilizar-se dos recursos disponíveis, humanos e materiais, para nos auxiliar a chegar ao nosso objetivo.

Porém, quando surgirem as desordens, as dificuldades, as turbulências internas, será a nossa competência e a nossa capacidade que irão determinar o sucesso.

Como o comandante do barco você ser capaz de prever as possíveis emergências, esperar as mudanças nas condições do tempo e tirar proveito delas no momento certo.