Vereadores nossos de cada dia

Presidente Prudente assim como outras inúmeras cidades do Estado de São Paulo e Brasil, aprovou em sessão extraordinária na Câmara Municipal o aumento do número de vereadores. Outra lei aprovada foi a que concedeu o novo salário do Legislativo que saltou acima de R$ 7 mil cada um. O mais frustrante é que Botucatu ainda discute essa nova lei e parece que nós também poderemos ter o aumento de parlamentares na próxima eleição.

Vergonha nacional! Um dos vereadores de Presidente Prudente teve a “canalhice” e a “cara de pau” de declarar que votou a favor da lei, por que o partido havia determinado assim. Parece que tal representante do povo, não é homem de honrar seus compromissos diante do povo que clamava contra o aumento de cadeiras no plenário. Outro disse que como Presidente Prudente estava crescendo, era interessante a Câmara crescer também, para que mais idéias fossem debatidas e que o povo estava na hora de “pensar grande” . Que vontade de vomitar vereador. Que asco! Que nojo!

Onde está aquela “conversa mole” em tempos de eleição, que mente em propagandas do Tribunal Regional Eleitoral (TER), dizendo que nós, povo, temos poder de decisão? É mentira quando uma vez, há muitos anos atrás, disseram que “nós éramos os patrões”? Lembram disso?

Olá vereadores de Botucatu, principalmente, aqueles que são favoráveis a essa absurda nova lei. São estas as desculpas “sujas” que vocês vão dar ao povo? Será o partido que vai decidir seu voto? Opa, é claro! Botucatu está crescendo né? Precisa aumentar o número de vereadores, para que novas idéias possam ser discutidas em plenário! Criem vergonha na cara vocês os que pensam assim!

O que vale é a voz do povo. Nós colocamos essa gente lá e nós temos todo o direito de opinar e protestar, desde que seja com respeito, pois afinal de contas, querendo ou não, são autoridades. Não podemos generalizar. Tenho certeza que existem vereadores com boas intenções que trabalham direitinho (apesar que mesmo assim eu sou completamente contra seus salários). Mas sou fã mesmo é do coitado do trabalhador que levanta todo dia 4 horas da manhã e rala suas mãos nos “pés de café” da vida e ganha uma mixaria no final do mês.

E teve um vereador na gestão passada em Botucatu, que ao discursar na tribuna e justificar o aumento de salários dos parlamentares, assunto que estava em pauta, disse esse absurdo. “O cidadão que achar que o vereador ganha muito e que nós estamos tendo vida boa, a Câmara está ai a disposição de qualquer um. É só na época de eleição o amigo conseguir um carro de som, ter dinheiro para investir e quem sabe o amigo não pode desfrutar também”. Eu estava trabalhando aquela noite, quando ouvi isso. Que cinismo! Que canalhice! Que cara de pau!

Meus queridos leitores. Anotem os nomes daqueles que se mostram a favor do aumento do número de cadeiras na câmara. Falem para outras pessoas. Comentem e, é claro, não votem nesses elementos. Não há necessidade de mais parlamentares. Onze cadeiras está bom demais. Pra que mais? Qual objetivo? Não tem lógica!

Conversando com amigos, parece que existe uma tendência de não ser aprovada o aumento na Câmara de Botucatu. Mas como já conhecemos a máquina política ha muito tempo, não é impossível que, na última hora, muitos “virarem a casaca”. Explico por que. Tem muitos por ai se mostrando contra o aumento ou indecisos, simplesmente, por estratégia. Pra que estragar sua imagem antes do tempo não é mesmo? Pra que se desgastar, politicamente, diante do povo antes da hora? Fiquem espertos! O dia em que for votada a nova lei em Botucatu anotem os nomes daqueles que são a favor para dar o troco no dia da eleição nas urnas. Afinal 11 vereadores a R$ 3.700 por mês está bom, né?