Um termômetro e duas testemunhas

O professor fez uma experiência com seus alunos para ensinar-lhes algumas lições de vida.

Colocou diante deles três vasilhas de água com temperaturas diferentes – a primeira com água bem quente; a segunda com água bem gelada; e a terceira com água morna. Convidou-os então a medir a temperatura da água. Nesse momento um aluno muito observador comentou:

– Professor, como faremos essa experiência se não há nenhum termômetro para medir a temperatura?

– Aí é que está o sentido da nossa experiência – respondeu-lhe o professor. – O termômetro usado será a mão de cada um.
Chamou então um dos alunos e pediu-lhe que colocasse a mão na primeira vasilha, com água quente, e logo em seguida na terceira vasilha, com água morna. Depois disso perguntou-lhe:
– Como está a temperatura na terceira vasilha?
– Bem fria – respondeu o aluno.

Logo depois o professor chamou um outro aluno, pediu-lhe que colocasse a mão na água gelada e em seguida na água morna e fez a mesma pergunta:

– Como está a água?

– A água está bem quente – respondeu o aluno.

Então o professor concluiu:
– A temperatura da água da terceira vasilha é a mesma, porém as mãos dos alunos vinham de temperaturas diferentes: uma vinha da água bem quente e a outra da água bem gelada. Assim a água que está morna foi sentida por cada um de maneira diferente, segundo o referencial usado.

Você possui um termômetro interior. Cada situação da sua vida será medida segundo esse termômetro que tem como referencial a sua própria história.