TUDO SOBRE A BIBLIA Nº53

Shalom Adonai! (A Paz do Senhor!)

Parece curioso a atitude das pessoas: utilizam as prioridades em sua vida conforme melhor lhe convém. Quando está ensolarado é porque está muito quente e fica todo suado, quando está muito frio é porque parece que está nevando, quando está chovendo é porque está tudo alagado e a casa está com goteiras, quando passa a tempestade é porque as enchentes entraram em casa. Para tudo se tem uma desculpa aparentemente pronta na ponta da língua; mas, na hora que toca o celular de manhã cedo dá um salto se apronta e sai correndo e com falta de ar entra na firma e bate oponto digital e respira aliviado.Mais um dia de serviçocomeçou para garantir os recursos de que tantoprecisa. Após tudo isso chega o momento de você ir à igreja adorar a Deus e então você diz: “Está muito quente e eu estou cansado demais para ir hoje, vou assistir o programa evangélico que eu ganho mais e estou aqui em casa mesmo! Semana que vem eu vou na minha igreja.”. Para ir ao que se julga necessário não se mede esforço e faz até hora extra; mas, e para Deus… O principal é o espiritual e não o material. Devemos buscar primeiro o Reino de Deus e a sua justiça. Mas, partamos agora para o nosso texto de Gênesis capítulo 2 e verso de número 16, que diz: “E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: De toda árvore do jardim comerás livremente,” [Bíblia Sagrada Almeida Revista e Corrigida – SBB] Deus poderia ter proferido muitas ordenanças diferentes da determinada: “de toda árvore do jardim comerás”, “das árvores do jardim comerás todas”, “das árvores do jardim comerás”, “do jardim comerás”. Ou ainda: poderia ser uma ordenança negativa enfatizando o pecado; que haveria de ser cometido. Mas, não; Deus exerceu a sua soberania e ordenou exatamente como está narrado nas escrituras. Digo, nas Escrituras, não especificando um idioma, mas, sim o texto inspirado. Uma ordenança de Deus não cabe ao homem questionar já mais; pois, se um magistrado ordenar uma sentença ao final de um processo e esta estiver fundamentada e correta ainda que recorrida será apenas ratificada e deverá ser acatada. Isso na esfera humana que é falível. Que diremos então na esfera espiritual da autoridade divina. Outro detalhe que notamos aqui é: que Deus ordenou especificamente ao homem. Como autoridade suprema Deus poderia ordenar a quem Ele quisesse: A um ser angelical leal a sua pessoa, áum demônio, anjo caído, que poderia estar ali para guarda do jardim, o que posteriormente Deus fez. Mas, Deus foi claro “ordenou ao homem” e não a mais ninguém. Quando Deus dá uma ordem não é para ser questionada e sim cumprida para além do que é esperado para que possamos ser abençoados. Adam recebeu a ordem, mas, desistiu cedendo a tentação. Muitas ordenanças de Deus são condicionais. Só existe uma escolha correta.

 

Pastor Murilo Mendes Maciel; Th B, Cpl, Th M

COMOESPO nº1348 /CGADB nº74041

pr.murilomaciel@gmail.com