TUDO SOBRE A BÍBLIA Nº47

“Shalom Adonai!” (A Paz do Senhor!)

É uma noite do principiar de  ais uma semana na presença do Deus Vivo, o Senhor dos Exércitos. O Deus Único, Yahweh, que era, que é e que há de vir; mais do que deidade deidade hebraica é o Deus dos deuses , o criador de todas as coisas e de todos os seres. Esse é o Deus virtuoso que preza pela amizade sincera e real objetivando resgatar as almas perdidas. Pois, o grande Jurista Romano Cícero disse que: “…sem virtude não há como existir amizade”. É esse o Deus de Tutmósis que o inspira a prosseguir nos seus registros e relatos dos princípios em Gênesis. Agora vamos prosseguir no livro supracitado da Bíblia Sagrada em seu capítulo 2 verso 11 que diz: “O nome do primeiro é Fison, e é aquele que contorna toda a região de Evilat, onde se encontra o ouro.” [Bíblia Sagrada / Ave-Maria]. Na Bíblia Sagrada Protestante versão Almeida revista e corrigida é grafado “Pison” e “Havilá”. Pison; significa “correnteza cheia” o primeiro rio mencionado possui um nome que alude as suas condições de geração de vida vegetal e condições de sustento de futura vida animal e humana. Principiando e propagando condições não apenas de um habitat natural propicio, a própria manifestação da providência divina a favor da raça humana. Notemos que seu direcionamento à região onde há ouro; já antes de aludir a riqueza material, o que rapidamente brota em nossos pensamentos, alude sim a outra provisão que primitivamente veio a ser utilizada pelo homem, ou seja, os espelhos  para a beleza feminina e a confecção de utensílios para alimentação: pratos e talheres, ainda que primitivos. A evolução da humanidade dividida por idades atravessou as idades da pedra – lascada e polida, do ferro, do bronze e do ouro. Quando os brancos chegaram na América para colonização encontram os índios utilizando o ouro para fazer bacias, pratos, canecas, etc. e não se preocupando com sua preciosidade, o que impressionou o branco. Temos então a providencia divina para com os gêneros de primeira necessidade e depois a prosperidade financeira. Deus assim cercou o ser humano de todas as condições de conforto e benção.

Dr. Pr. Murilo Mendes Maciel; Th.B., Cpl

Teólogo – OTIB nº44

pr.murilomaciel@gmail.com