TUDO SOBRE A BÍBLIA – nº11

Estamos no Ano do Senhor de Dois Mil e Dez.

É uma manhã de pleno inverno e não está muito frio como previsto normalmente para esta época do ano. Continuo a digitar em meu teclado as verdades sobre a Bíblia em um partilhar de informações com o objetivo de desvendar as cortinas dos segredos existentes.

Prosseguindo então com nosso desbravar das serradas matas de conhecimento Bíblico vamos voltar as nossas línguas.

As línguas Bíblicas, ou seja do texto Bíblico se podemos assim dizer são quatro – hebraico, Aramaico, Grego e Latim.

Uma das escolas reformadas em seu ensino teológico ensinava três línguas – Grego, Latim e a língua pátria.

Hoje podemos dizer que um teólogo deve conhecer com condições de tradução – Hebraico, Grego, Latim, Inglês, Espanhol e a Língua Pátria.

O conhecimento sobre as línguas mortas ou não é de grande importância para aquele que tem a obrigação de desvendar os arcanos Bíblicos.

Muitos livros extras Bíblicos importantes no auxilio do estudo da Bíblia estão em outras línguas – Inglês e Espanhol.

Hoje as línguas que não podemos ficar sem são a língua Pátria, o Espanhol língua Irmã e o Inglês língua mundial.

O formato dos livro em rolos de Papiro ou couro de carneiro com o advento da prensa de Gutenberg deram lugar ao novo formato.

Os livro eram divididos livros e capítulos apenas.

A divisão em páginas e capítulos contendo índice, introdução agradecimento e conclusão; ou seja, o formato de livro hoje conhecido começou com o primeiro livro prensado que foi a Bíblia de Gutenberg.

A Bíblia recebeu então a reunião de vários livros subdivididos em capítulo e versículos.
Alguns livros antigos levam suas divisões com outra nomenclatura.

Livro, Centúrias e versos.

Livro, Suras e versículos.

Muitos livros antigos são encontrados em grego e latim; alguns traduzidos para o Inglês, alemão e espanhol.

Pouco material das línguas antigas se tem em Português.

Os livros agora passaram a sua digitalização em versão eletrônica com a redução dos custos e a maior divulgação do conhecimento independente a área.

Nem todos os livros integrantes da Bíblia são livros; alguns são epístolas e outros cânticos.

{n}Pr. Murilo Mendes Maciel
Teólogo – OTIB nº44

macielmurilo@bol.com.br{/n}