TUDO SOBRE A BÍBLIA – nº 42

Shalom Aleichem (A Paz esteja contigo)!

Prossigamos em Gênesis 2:6 – “todavia brotava água da terra e irrigava toda a superfície do solo.” [Bíblia NVI – Android]
Deus não tinha feito chover ainda sobre a face da terra. E como nós sabemos se não existir umidade não haverá chuva, e se não houver chuva não teremos solo úmido propicio para o aparecimento de dois reinos: o reino vegetal e o reino animal. A maior parte de nosso planeta é composta por água, a vida animal originou-se na água, a maior parte do corpo humano é de água. A água é essencial. E Deus ainda não tinha feito chover sobre a terra. Outra coisa que Deus ainda não tinha feito era alguém para cultivar a terra e, portanto a finalidade da chuva seria regar a plantação e prover o sustento ao ser humano que Deus ainda não tinha formado. Tutmósis segue sua linguagem simplista e de fácil entendimento voltada ao público inocente que estava ensinando. Pois raciocinemos um pouco, se Deus não tinha feito chover não deveria existir umidade no solo e assim sendo o solo ou seria rochoso, ou arenoso como um deserto e suas dunas. E a analogia prossegue sendo necessária uma justificativa para o aparecimento da chuva, que seria regar a terra tornado-a apropriada para o cultivo de uma lavoura. E para que lavoura se não ter lavrador para cultivar e zelar por aquela plantação? Agora vem a grande surpresa após essa seqüência de analogia lógica: “todavia brotava água da terra e irrigava toda a superfície do solo”. Deus fazia então brotar imensas minas d’água o suficiente para irrigar toda a superfície do solo. Observe aqui um exagero – “toda a superfície”. Será que Deus não sabia o tamanho do planeta e a quantidade de mina que deveria brotar para produzir tal efeito? E não era apenas molhar a terra; era irrigar; o que faz supor uma estrutura organizada e distribuída de água previamente distribuída. Nesse exagero nós podemos ver a grandeza de Deus sendo explicada de maneira simples. Deus preparava todas as condições para que quando formasse o homem do pó da terra, este tivesse tudo necessário para executar os mandados divinos. Os preparativos necessários para a chegada do ser humano foram tomados de maneira minuciosa como podemos observar. Até mesmo a sua descrição. Com uma grande didática Tutmósis redige e expõe as maravilhas divinais de maneira inteligível até aos menos instruídos.

{n}DR. PR. MURILO MENDES MACIEL
TEÓLOGO – OTIB nº44
pr.murilomaciel@gmail.com