TUDO SOBRE A BÍBLIA – nº 41

Shalom Aleichem (A Paz esteja contigo)!

Prossigamos em Gênesis 2:5 – “ainda não tinha brotado nenhum arbusto no campo, e nenhuma planta havia germinado, porque o Senhor Deus ainda não tinha feito chover sobre a terra, e também não havia homem para cultivar o solo.” [Bíblia NVI – Android]

Após o período criativo estar em grande expansão, existiam coisas primordiais a serem criadas e formadas, onde estaria implicada a vida. Como vemos Tutmósis descrevendo em seus registros sagrados por ordenança divina “ainda não tinha brotado nenhum arbusto no campo”.

Segundo o Dicionário Houaiss “vegetal lenhoso de porte variável, mas não superior a 6 m de altura, e cujo caule emite ramificações muito próximas do solo, ou a partir deste”. Sendo assim nem mesmo uma arvore de pequeno porte ou uma sarça; ou ainda um cacto desértico tinham condições de nascerem pois não havia nenhum tipo de umidade sobre a terra.

No decorrer do verso diz “porque o Senhor Deus ainda não tinha feito chover sobre a terra”. O “chover” descrito aqui por Tutmósis faz alusão a todo tipo de umidade: chuva, sereno, neblina, orvalho, tempestade; etc. A linguagem veterotestamentária utilizada nos primeiros livros da Bíblia é uma linguagem simples direcionada ? um povo desprovido de instrução e com uma pobreza cultural grande.

Quando dizia “terra” era realmente o solo onde os seus ouvintes estavam acostumados a pisar; quando dizia céu era o céu azul que estavam vendo olhando para cima durante o dia; quando dizia céus era extensivo ao firmamento noturno e seu além. O trono de Deus situava-se nesse além conhecido como 3º Céu. A maior parte de nosso planeta como sabemos hoje em dia é de água; o próprio ser humano em sua composição é água na sua maior parte. A vida animal se originou na água.

Então havia uma extrema necessidade do ato criativo de Deus prosseguir e não poderia em hipótese alguma ser interrompido. Os “Elohim”; prosseguiram seu trabalhar sobrenatural trazendo vida para o planeta criado. A umidade e as águas começaram a produzir vida e a nascer o reino vegetal. Com o florescer e aprimoramento do reino vegetal passou a ter condições de ser criado o reino animal. A propósito a palavra ELOHIM é, hebraico transliterado, e significa deuses; tendo por consenso teológico como sendo a Santíssima Trindade – Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo.

PR. MURILO MENDES MACIEL
Doutor em Teologia (h. c.) – FATIAD
TEÓLOGO – OTIB nº44
pr.murilomaciel@gmail.com