Shalom Adonai! (A Paz do Senhor!)

TUDO SOBRE A BIBLIA Nº60

 

Shalom Adonai! (A Paz do Senhor!)

 

Estamos no Ano do Senhor de Dois Mil e Quinze; precisamente aos 8 dias do mês de novembro. E surge dentre meus pensamentos a seguinte máxima. Os olhos são as janelas da alma. Muitos de nós já deliciamos nossos ouvidos com esta frase célebre. Existem; na antiguidade perdida, nos anais da história; algo de oculto dentre as muitas verdades por nós aprendidas e recebidas como tal. Outra máxima real é atrás de todo mito sempre tem um fundo de verdade. Muitas pessoas alegam ser o texto sagrado um mito ou uma lenda dos povos da antiguidade. O texto Bíblico é um registro sagrado que venceu milênios para chegar até nós; com comprovação histórica, sociológica e arqueológica e não o mito simplista alegado pelos seus opositores. Mas, sempre atrás daquilo que você não compreende claramente sempre existira a verdade do fato.

Continuemos então pela nossa trilha desbravadora dos rincões do texto santo registrado por Tutmósis (Moisés). Em Gênesis capítulo 2 e verso 23, que diz: “disse então o homem: “Esta, sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne! Ela será chamada mulher, porque do homem foi tirada” [Bíblia do Ministro – NVI] Notemos aqui a simplicidade da linguagem empregada por Moisés e a grafia mais atual e culta da Nova Versão Internacional.

A narrativa do livro dos princípios é clara quando aqui faz menção que quem disse foi o homem. “Esta, sim,…” o homem, Adão, estava se sentindo só em todos os sentidos e áreas; pois, quando ele teve que nomear cada um dos animais começou a se entristecer. Adão não estava sem companhia. Tinha os animais, as aves, e o jardim para guardar para Deus, sem contarmos a presença do próprio Deus que passeava pelo jardim e conversava com Adão

Os defensores a união homo afetiva apregoam a união do mesmo sexo; mas, se Deus assim o quisesse – teria criado dois homens – e não um casal. Da necessidade humana Deus providenciou alguém que suprisse plenamente as necessidades de Adão. Como este via todos os dias os animais e seus pares se completando e com toda certeza se perguntava: E eu por sou só? Observemos ainda que nenhuma pessoa faz mal ao seu próprio corpo, tentando destruí-lo; como no caso de um flagelo chegando ao suicídio. Deus faz a mulher a partir de uma parte do corpo do próprio homem. “osso dos meus ossos”. Algumas versões mais antigas trazem costumeiramente “costela”.

A mulher, criada por Deus e presenteada ao homem é para ser sua, esposa e ajudadora, estando sempre ao seu lado. Ainda que imperfeitos após a queda; marido e mulher se completam e prossegue na ordem natural determinada por Deus de maneira santa e abençoada. Nessa união não existe precedente algum para inovações ou modismos que sejam contrários a ordenança divina. Costumes contrários a determinação divina devem ser deixados e aquilo que é bom e ordenado por Deus deve dominar e governar nossas vidas.

 

Pastor Murilo Mendes Maciel; Th D

Teólogo CEC-CGADB

COMOESPO nº1348 /CGADB nº74041

murilo.mendes.maciel1@gmail.com