O mundo maravilhoso da astronomia

Escrever sobre o universo e seus mistérios, faz parte de uma rotina prazerosa, onde o resultado sempre é uma surpresa, na maioria das vezes que termina com uma enorme interrogação.

Venho acompanhando na imprensa, um aumento significativo de temas polêmicos, antes considerados mais restritos a catedráticos e intelectuais, que hoje estão ao alcance de todos. Perguntas como: Existe vida no universo além da nossa?  Como surgimos? Qual a origem de tudo? Passaram a ser discutidas por grupos cada vez maiores de cientistas e leigos, numa harmonia perfeita entre ciência e religião, filosofias estas, que há alguns anos atrás, não se sentavam na mesma mesa.

O campo da astronomia é exatamente o retrato do cosmos e sua infinidade. Seus conhecimentos não têm limites e suas fronteiras não conhecem uma resposta definitiva. É provavelmente uma das ciências mais antigas do mundo, e provavelmente se tornará uma das mais estudadas no futuro.

O avanço tecnológico contribuiu muito para o desenvolvimento da astronomia e suas raízes. Mas a máquina ainda enxerga muito pouco e conscientiza o homem que sua visão é míope diante da grandeza sem fim que vislumbramos em lampejos.

Podemos discutir em sala de aula se existe vida no universo além da nossa. Mas não temos máquinas para confirmar. A falta de certezas e as milhares de indagações que ficam no ar, acabam criando um clima misterioso em cima de assuntos interessantes. Se existe vida no universo além da nossa, como eles são? Será que os seres de outros planetas têm a mesma tecnologia que a nossa? Como seriam os formatos de seus rostos? São os seres extraterrestres tão agressivos a ponto de declararem guerra ao universo como vemos em filmes?

Existem respostas concretas e objetivas, mas somos muito limitados em seus conhecimentos. Sabemos com certeza que nosso Sistema Solar é composta por 9 planetas, que Júpiter é o maior deles, que Saturno, Urano e Netuno possuem anéis e que Europa (lua de Júpiter), seria o astro mais propício do Sistema Solar a ter certas formas limitadas de vida, depois de Marte. Mesmo com astros tão próximos de nós, por incrível que possa parecer, ainda temos limitações consideráveis de conhecimento.

O homem precisa vestir as sandálias da humildade. A arrogância que alguns cientistas carregam consigo, atrapalha o desenvolvimento de outras teorias possíveis além das conhecidas. Evolução e criacionismo, precisam sentar na mesma mesa e discutir de forma racional seus conceitos. Só assim poderia existir uma trégua na guerra das idéias e um avanço intelectual para o entendimento de uma lógica plausível.

Não é ficar se atacando como fazem criacionistas e evolucionistas, que vamos chegar numa resposta definitiva aos mistérios do universo, até por que o mesmo é infinito e infinito também são seus conhecimentos.

O assunto é vasto. Como temos espaço neste site para escrever, pretendo trazer nas próximas edições do ACONTECE, novas curiosidades do campo da astronomia. Vamos tentar mostrar a visão de alguns cientistas sobre certos assuntos e quais suas opiniões em relação aos argumentos contrários. O mundo maravilhoso da astronomia é fascinante, e junto com este fascínio, vamos tentar traduzir um pouco, este idioma de tão difícil compreensão que é o universo.