O equilíbrio entre o trabalho e o descanso

Um arqueiro caminhava pelas redondezas de um mosteiro, quando viu alguns monges no jardim bebendo e se divertindo. Não se contendo, o arqueiro falou para os monges:

– Como vocês são cínicos! Dizem que a disciplina é importante e ficam bebendo às escondidas!

Ouvindo isso o monge mais velho perguntou ao arqueiro:

– Se você disparar cem flechas seguidas, o que acontecerá com o seu arco?

– Meu arco se quebrará – respondeu o arqueiro.

E o monge completou:

– Se alguém se esforça além dos próprios limites, também quebra sua vontade; quem não equilibra trabalho com descanso, perde o entusiasmo, esgota sua energia e não chega muito longe.

Portanto, faz bem, também para nós, se divertir um pouco, além de trabalhar!

Seja o mais humilde trabalhador ou o mais graduado gerente, todos têm de buscar o equilíbrio entre o trabalho e o descanso, pois se não o fizer esgotará suas energias e não chegará muito longe.

Algumas pessoas chegam a passar três anos sem tirar férias. Até mesmo os mais santos precisam contrabalançar trabalho e lazer.