MARCELLO MASTROIANNI, ÍCONE DO CINEMA ITALIANO

No último dia 28 de setembro, completaria 87 anos de idade, um dos maiores nomes do cinema italiano e também do cinema mundial: Marcello Mastroianni.
Mastroianni infelizmente faleceu em 1996, mas deixou um legado que deve ser motivo de admiração de todo cinéfilo. Ele é considerado o maior ator da Itália e um dos melhores atores de todos os tempos.

Marcello Mastroianni estreou no cinema em 1948 em uma adaptação cinematográfica de “Os Miseráveis” de Victor Hugo. Desde então, não parou mais e se consagrou um ator que vai além do rótulo de “sex simbol”, contra o qual lutou durante boa parte de sua vida.

Fez atuações memoráveis lado de grandes nomes do cinema como Faye Dunaway, Sophia Loren ( com quem estabeleceu uma das parcerias mais bem sucedidas do cinema italiano) e Catherine Deneuve, ícone do cinema francês e com quem manteve um longo relacionamento.

Poderia citar aqui inúmeros filmes para quem tem curiosidade de conhecer o trabalho de Marcello Mastroianni, mas deixo aqui sugestão de excelentes filmes, alguns até clássicos, resultados de uma ótima parceria do ator italiano com o famoso e renomado diretor Federico Felini: “A Doce Vida” ( 1960 ), “8 ½” ( 1963 ) e “Ontem,Hoje e Amanh㔠(1963).

Se Rodolfo Valentino, nos anos 20, abriu os olhos do mundo cinematográfico mundial para os talentos existentes na Itália, Marcello Mastroianni, veio para confirmar isso elevando o nível de atuação na sétima arte. Detalhe curioso: Mastroianni chegou a interpretar Valentino em uma comédia musical chamada “Ciao Rudy”.

Se uma das alegrias de todo o cinéfilo é assistir filmes de grandes ícones do cinema, Marcello Mastroianni não pode ficar de fora da lista. Afinal, não foi ? toa que Mastroianni ganhou, por duas vezes, o prêmio de melhor ator no Festival de Cinema de Cannes. O primeiro, em 1970, por “Dramma Della Gelosia” e o segundo, em 1987, por “Olhos Negros”.

{n}Érika Svícero Martins França
Jornalista – MTB 28.063

{bimg:26339:alt=interna1:bimg}