É… isso é fato!

Temos que aprender a lidar com as coisas que nos acontecem…

Aconteceu que fomos fecundados… Isso é fato!

Aconteceu que fomos crianças e aprendemos primeiro a engatinhar para depois andar… Isso é quase fato para todo o ser humano!

Aconteceu que nos tornamos adolescentes e “rebeldiamos” tudo… Isso é fato (ainda mais hoje em dia)!

Aconteceu que (na vida da maioria de quem começou a ler) nos tornamos jovens e buscamos ser felizes, por vezes de forma confusa… Isso é uma verdade e fato,  pois o jovem tem em si a ânsia de fazer e acontecer, mas vai entender, somente mais tarde, que devia fazer algo ou não deveria ter feito!

Aconteceu (ou acontece) que fomos ou somos adultos e nem sempre temos a resposta ou a solução para tudo o que nos rodeia… Isso é fato!

Aconteceu que envelhecemos e temos que aceitar com honra e louvor; já que só envelhece quem está vivo… Isso é fato de quem está aqui para algo mais profundo: viver!

Acontecerá que morreremos… Isso é o único fato realmente real (erro feio, né?).

É… As coisas vão acontecendo de acordo com os segundos, minutos, horas, dias, semanas, meses e anos… Mas o que se faz necessário notar é que podem acontecer maravilhosamente dependendo de nós.

Muitas coisas sabemos, outras criamos ou criam em nosso pensar; mas, porém, contudo, toda via e mais porém nem sempre condizem com a realidade… Pena que acreditamos em coisas e pessoas que não nos amam e nunca nos amaram ou se perdeu o amor no meio do caminho por ambas as partes, já que não dá pra se amar sozinho!

Creio que a melhor coisa nesta vida é viver cada segundo como se fosse o último; pois assim o faremos ser o melhor momento da vida.

Vendo os animais de estimação percebo o quanto são apegados ao “dono” e percebo que querem ficar perto e amam, de sua maneira, mas amam… O ser humano, que se diz racional,  deveria amar também, mas se perde em sua aridez e avidez peculiar de seu egoísmo… Sorte que ainda se encontra quem aceita que a perda pode ser um ganho para a pessoa amada, tal e qual a Bete Cambuí e a Érica que “perderam” o corpo de Eduardo, mas acharam forças pra entender que não somos eternos aqui… Fortaleza de fé destas duas!

É… Temos que aprender com os 7 a 1 de nosso cotidiano que a vida continua mesmo nas perdas!

Com um beijo de Jesus que quer acontecer em seu coração sempre pelos lábios ternos da Mãe Maria e no abraço de José:

Eu, buscando acontecer:

 

Pe. Delair S. Cuerva,fmdp