DEPOIS DO VENDAVAL ( The Quiet Man, 1952, Direção: John Ford )

A dica de hoje é para os amantes de filmes clássicos. “Depois do Vendaval”, é um daqueles filmes que você tem que assistir de forma despreocupada, sem pressa, para curtir mesmo…

A fotografia do filme é maravilhosa e a trama muito engraçada. Claro, a trama é hilária, repito, para quem curte filmes clássicos. Para aqueles que curtem somente as comédias pastelão e as do tipo exagerado do ator Jim Carrey, não vai rolar….

O grande trunfo do filme são os protagonistas: a lenda americana, John Wayne ( Sean Thornton ) e sua grande parceira de filmes, Maureen O´Hara ( Kate Danaher ). Eles tem uma performance engraçada sem cair na vulgaridade. Na história, Sean ( John Wayne ), volta a sua terra natal, a Irlanda, depois de fazer carreira no Boxe dos Estados Unidos. Em seu retorno, ele conhece a bela, mas temperamental Kate ( Maureen O´Hara ). Eles se apaixonam, mas vivem ? s turras, entre tapas e beijos por conta do irmão de Kate, Will Danaher ( Victor Mclagen ) e das diferenças culturais entre EUA e Irlanda.

John Ford, grande cineasta e “mago” do cinema, conhecido por dirigir maravilhas clássicas como “Nos Tempos das Diligências” e “Rastros de Ódio” ( ambos com John Wayne ), neste filme, deixa um pouco o seu estilo para nos apresentar uma história leve e, principalmente, um John Wayne, mais descontraído e sem armas em punho. ( os fãs de filmes Western ou de “bang bang”, sabem exatamente do que estou falando….é só lembrar da performance de John Wayne em “Rastros de Ódio” e “Aonde começa o Inferno”…bem, também, os títulos já dizem tudo… ).

De qualquer forma, o filme é um clássico que merece ser visto e apreciado.Até mesmo grandes cineastas da atualidade já se renderam ? s cenas de “Depois do Vendaval”. Em “ET – O Extraterrestre”, Steven Spielberg literalmente copia a mais famosa cena do filme de John Ford. Isso ocorre quando ET toma umas cervejas e assiste filme na TV. Justamente quando a tal TV passa a cena em que John Wayne beija Maureen O´Hara em meu a um vendaval, o garoto Eliot ( que inexplicavelmente no filme de Spielberg tem uma “conexão psíquica” com o ET ), reproduz a mesma cena com uma coleginha de escola.

O filme “Depois do Vendaval” é recheado de cenas marcantes, mas, com certeza, uma das melhores cenas é a cena final em que John Wayne vai buscar Maureen O´Hara na estação e a arrasta pelos campos da Irlanda, devidamente acompanhado da população local, até o irmão para prestação de contas.

O filme é ótimo. Mas, volto a repetir, é uma comédia sem exageros e sutil, ideal, principalmente, para quem gosta dos clássicos da época de ouro do cinema americano.

Érika Svícero Martins França
Jornalista
MTB 28.063

{bimg:7121:alt=interna1:bimg}